Defensoria Pública do Rio terá plantão no Sambódromo durante o carnaval

Eles ficam durante todo o carnaval e também no sábado das campeãs

Sambódromo do Rio de Janeiro Sambódromo do Rio de Janeiro  - Foto: Reprodução/ Internet

Dez defensores e dez servidores da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro vão trabalhar em regime de plantão no Sambódromo, a partir desta sexta-feira (24), para atender o público que for assistir aos desfiles das escolas de samba. Eles ficam durante todo o carnaval e também no sábado das campeãs, dia 4.

De acordo com informação da assessoria de imprensa da Defensoria Pública (DPRJ), a cada noite de desfile, dois defensores públicos e dois servidores estarão de prontidão em uma sala montada no Setor 11 da Marquês de Sapucaí, preparados para atender aos casos que surgirem da noite de hoje à de segunda-feira (27) e no sábado seguinte.

Segundo a assessoria da DPRJ, os casos mais comuns atendidos pelo juizado especial na Passarela do Samba são furto e venda de ingressos por cambistas na área externa.

A DPRJ participará também do atendimento 24 horas estabelecido pelo Plantão Judiciário do Tribunal de Justiça do Rio, que funcionará de hoje até a Quarta-feira de Cinzas (1º), com 15 defensores públicos.

Dois defensores atuarão durante o dia e um à noite. A equipe da DPRJ no plantão judiciário será reforçada por servidores e estagiários, que ficarão atentos a casos de furto, violência contra a mulher, internação hospitalar e busca e apreensão de criança e adolescente em razão de regularização de visitas, destacou a assessoria de imprensa.

Veja também

Jairinho é citado por ligação com milícias ao Disque Denúncia há mais de 10 anos
Caso Henry Borel

Jairinho é citado por ligação com milícias ao Disque Denúncia há mais de 10 anos

Procissão real e momento de silêncio marcam funeral de príncipe Philip
príncipe Philip

Procissão real e silêncio marcam funeral de príncipe Philip