Defensoria Pública é a instituição bem mais avaliada do sistema de Justiça

Maioria das pessoas que foram entrevistadas, consideraram a atuação da Defensoria como “ótima + boa” ou “regular”

Defensoria Pública da União no Recife. Defensoria Pública da União no Recife.  - Foto: Divulgação

A Associação dos Magistrados do Brasil (AMB), divulgou uma pesquisa realizada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que revelou que 78% da sociedade aprova a atuação da Defensoria Pública brasileira. Os dados constam no Estudo sobre a Imagem do Poder Judiciário Brasileiro, lançado no Rio de Janeiro.

A maioria das pessoas que foram entrevistadas, consideraram a atuação da Defensoria como “ótima + boa” ou “regular”. Os advogados também votaram a favor do órgão, cerca de 86% votaram a favor. Os cidadãos escolheram também na pesquisa pública, a Defensoria Pública como a instituição de maior índice de confiança, cerca de 59%.

Leia também:
Defensoria vai buscar reparação para pais de Ágatha Felix
PIB cresceu 0,1% no terceiro trimestre, diz FGV
Recife ganha novo núcleo da Defensoria Pública


José Fabrício, Defensor Público-Geral de Pernambuco e também, presidente do Colégio Nacional de Defensores Públicos-Gerais (Condege) , conta que o modelo público de acesso à Justiça, por intermédio da Defensoria Pública, assegura o desenvolvimento de uma relação de confiança entre a Instituições e seus beneficiados.

"Nossos serviços primam pela técnica e excelência que, aliados à priorização da resolução pacífica dos conflitos, programas de educação em direitos e o manejo de ações que tragam benefícios à coletividade de modo geral, nos dão este reconhecimento tão expressivo, demonstrando o acerto do sistema brasileiro na política pública de acesso à Justiça para a população vulnerável do ponto de vista econômico e social", destaca o defensor.

Judiciário

Na análise entre Poderes, o estudo mostra que o Judiciário é o único em que mais da metade dos entrevistados (52%), disse confiar. Os dados oficiais da pesquisa também indicam, entre outros apontamentos, que 59% das pessoas consideram que vale a pena recorrer à Justiça para solucionar alguma situação de conflito.

A pesquisa

Conforme informações da AMB, o Estudo foi realizado pela FGV-Rio e pelo sociólogo e cientista político Antônio Lavareda. A coleta de dados ocorreu no período de agosto de 2018 a outubro de 2019 ouvindo mais de 2,5 mil pessoas, entre advogados, Defensores Públicos e cidadãos, em todas as regiões do Brasil.

Ainda conforme a Associação dos Magistrados, a coordenação da pesquisa ficou a cargo do ministro Marco Aurélio Bellizze, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), com subcoordenação da presidente eleita da AMB, Renata Gil.

Veja também

Internado com Covid-19, idoso reencontra cachorrinha de estimação em despedida emocionante
Folha Pet

Internado com Covid-19, idoso reencontra cadela de estimação em despedida emocionante

Defensoria e MPPE recomendam ampliação de canais de agendamento para vacinação de idosos no Recife
RECIFE

Defensoria e MPPE recomendam ampliação de canais de agendamento para vacinação de idosos