Ana Hickmann

Defesa de Alexandre Correa pede prisão de Edu Guedes; Ana Hickmann fala em retaliação

O advogado afirma que o celular da criança voltou a funcionar após a defesa ingressar com o pedido de prisão de Guedes na Justiça

Defesa de Alexandre Correa pede prisão de Edu GuedesDefesa de Alexandre Correa pede prisão de Edu Guedes - Foto: Reprodução/Internet

A defesa do empresário Alexandre Correa, ex-marido da apresentadora Ana Hickmann, pediu neste sábado, 17, a prisão do apresentador Edu Guedes. O advogado Enio Murad, que representa Correa, diz que Guedes, em conjunto com Ana Hickman, coagiu o filho do casal, Alezinho, de 9 anos, a se comunicar com a pai por meio do celular de Guedes.

A ação teria ocorrido no último dia 15 de fevereiro, quando Ana, Guedes e Alezinho estavam em Paraty, no Rio de Janeiro. A viagem alimentou rumores de que Ana e Guedes estão em um relacionamento amoroso, embora a assessoria de imprensa da apresentadora negue o namoro.

Em prints anexados ao pedido, é possível ver fotos de Alezinho em um aplicativo de mensagens cujo nome que aparece no contato é o de Edu Guedes. O advogado também enviou ao Estadão um vídeo no qual Alezinho manda um recado para o pai.

O advogado afirma que o celular da criança voltou a funcionar após a defesa ingressar com o pedido de prisão de Guedes na Justiça. Murad afirma ainda que Alezinho faltou às aulas nos dias 15 e 16.

Procurada pelo Estadão, a assessoria de Ana afirmou, por meio de nota, que o celular de Alezinho ficou sem sinal e que foi disponibilizado um outro celular para que ele pudesse falar com o pai. A assessoria não cita o nome de Guedes.

Por fim, o texto afirma que "como forma de punição e retaliação, Alexandre Correa se negou a atender e a responder o contato telefônico do filho".

A defesa de Alexandre, por sua vez, diz que seu cliente não atendeu à ligação por medo de se tratar de "mais uma cilada de Ana" com o intuito de encontrar argumentos para que a Justiça pudesse prendê-lo.

A reportagem entrou em contato com o apresentador Edu Guedes, mas não obteve resposta. O espaço segue aberto.

Defesa de Correa pede ainda multa e proibição de Guedes de se aproximar da criança

No pedido da defesa de Correa que, no momento, está sob apreciação da Justiça, há ainda a solicitação de que a Justiça aplique uma multa em Ana e Guedes no valor de R$ 500 mil por atos de constrangimento, coação e alienação parental.

Pede, ainda, o imediato afastamento de Guedes de Alezinho, proibindo a convivência entre os dois. A defesa também solicita que a criança passe por uma perícia médica para averiguar se o menino está sofrendo algum impacto com falas e atitudes da mãe.

Enio Murad, em conversa com o Estadão, afirma que o Alezinho quer depor na Justiça "para provar que o pai nunca agrediu a mãe, que na verdade era a mãe que era agressora".

Murad afirma ainda que Ana se utilizou de um simulacro jurídico para pedir a prisão de Correa no último dia 13 de fevereiro por supostamente ele ter quebrado a medida protetiva em favor de Ana

A defesa de Correa afirma que o empresário é vítima de dano moral e material, adultério, coação, alienação parental, calúnia, difamação, entre outros crimes que estão sendo apurados pela Justiça.

Em mensagem enviada ao Estadão, a assessoria de imprensa da apresentadora afirmou que Correa tenta criar novos atos para tumultuar as investigações em curso, como desgastar a imagem de Ana. A assessoria da apresentadora também nega ter havido adultério por parte de Ana e afirma que Alezinho não estava presente no momento da suposta agressão de Correa contra a apresentadora.

A nota diz ainda que não há nenhuma tentativa de alienação parental partindo de Ana e que o filho do casal está disponível todos os dias para contato com os familiares.

Relembre o caso
Em 12 de dezembro de 2023, Ana Hickmann prestou queixa de agressão contra o empresário Alexandre Correa, com quem era casada.

O Estadão teve acesso ao boletim de ocorrência registrado por Ana Hickmann, no qual ela acusa o empresário de agressão física. Segundo seu relato, ela estaria na cozinha de sua casa com Alexandre, o filho e duas funcionárias. Ela teria dito algo ao filho que o marido não teria gostado e foi repreendida, com "ambos aumentando o tom de voz". A criança teria pedido que parassem de brigar e saído correndo assustada.

"O autor passou a pressionar a vítima contra a parede, bem como a ameaçá-la de agredi-la com uma cabeçada, ocasião em que ela conseguiu afastá-lo e, ao tentar pegar seu telefone celular, que estava em cima de uma mesa na área externa, o autor, repentinamente, fechou a porta de correr da cozinha, o que pressionou o braço esquerdo da vítima", diz o trecho seguinte do documento policial.

Ana, então, teria conseguido trancá-lo para fora de casa e fez a ligação para a Polícia Militar. Correa teria deixado o local pouco depois. Hickmann buscou atendimento médico no Hospital São Camilo, onde foi constatada uma contusão em seu cotovelo esquerdo. Ainda segundo o BO, ela teve o braço imobilizado com uma tipoia.

"A vítima tomou ciência das medidas protetivas conferidas pela Lei Maria da Penha, porém, neste momento, optou por não requerê-las", encerra o documento.

Alexandre confessou as agressões, mas negou que tenha dado uma cabeçada na apresentadora, segundo o UOL. Ana voltou a falar sobre o caso, dizendo que os dois tinham um relacionamento tóxico durante uma entrevista ao Domingo Espetacular, da Record TV, ainda em dezembro de 2023.

De lá para cá, Ana e Alexandre têm trocado acusações que envolvem desvio de dinheiro e alienação parental de ambos os lados.

Veja também

Moraes suspende lei municipal que proibia linguagem neutra nas escolas
EDUCAÇÃO

Moraes suspende lei municipal que proibia linguagem neutra nas escolas

OpenAI irá "pausar" voz comparada à de Scarlett Johansson
OpenAI

OpenAI irá "pausar" voz comparada à de Scarlett Johansson

Newsletter