Defesa de Lula alegará que não está preparada para discutir registro nesta sexta (31)

A defesa de Lula entregou seu parecer na noite desta quinta-feira (30) e poderia haver prazo de pelo menos cinco dias para as alegações finais das partes

Cristiano Zanin MartinsCristiano Zanin Martins - Foto: Filipe Araújo/divulgação PT

A defesa do ex-presidente Lula vai alegar que não está preparada para discutir o registro da candidatura do petista nesta sexta-feira (31), em sessão extraordinária do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Advogados de Lula e dirigentes do PT afirmam que não foram surpreendidos pelo pedido da Procuradoria-Geral da República, feito nesta madrugada, para que o TSE antecipe o julgamento do registro da candidatura do ex-presidente ao Planalto.

O processo de Lula foi incluído na pauta de julgamentos desta sexta pouco antes do início da sessão, marcada para as 14h30. Os petistas avaliavam que a corte deveria evitar passar uma imagem de açodamento no caso do ex-presidente, mas diziam que não descartavam surpresas.

Na opinião de advogados de Lula, o relator do processo do ex-presidente no TSE, Luís Roberto Barroso, queria acelerar os prazos, apesar da presidente da corte, Rosa Weber, defender o cumprimento das datas, e sua opinião poderia prevalecer.

Leia também:
TSE informa que julgará registro de Lula nesta sexta (31); acompanhe ao vivo
Justiça determina que Lula pague R$ 31 milhões no caso do triplex

A defesa de Lula entregou seu parecer na noite desta quinta-feira (30) e poderia haver prazo de pelo menos cinco dias para as alegações finais das partes. Há especialistas, contudo, que afirmam que esse prazo não precisaria ser cumprido, visto não há provas novas produzidas no caso.

Aliados do vice e substituto de Lula, Fernando Haddad, defendem a troca imediata da cabeça de chapa.  O argumento é de que o partido não pode ficar sem o tempo na televisão e que Haddad precisa conquistar os votos que hoje estão na órbita de Lula, potencializando seu poder de transferência.

Veja também

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia
Enem 2020

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas
Coronavírus

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas