A-A+

'Demolidor', Vargas 'acorda' para fazer história no Chile e inspirar memes

Com os dois gols marcados na goleada sobre o Japão na primeira rodada da Copa América, o atacante tornou-se o segundo maior artilheiro da seleção na história

Vargas é segundo maior artilheiro da seleção chilena na históriaVargas é segundo maior artilheiro da seleção chilena na história - Foto: Raul Arboleda/AFP

Eduardo Vargas é nome conhecido no futebol brasileiro. Ele já foi (e deve estar sendo agora) especulado em uma série de grandes clubes e chegou até a jogar uma temporada no Grêmio por empréstimo. Em clubes é um jogador que não cultiva laços muito fortes, tanto que aos 29 anos está no oitavo time e no sexto país diferente. Mas quando o assunto é a seleção do Chile o papo é outro.

São 38 gols com a camisa chilena, mais do que Marcelo Salas, que é a grande lenda do futebol no país. Menos somente do que Alexis Sanchez, seu contemporâneo e que já balançou as redes 42 vezes. Vargas, com os dois gols marcados na goleada sobre o Japão da primeira rodada da Copa América, tornou-se o segundo maior artilheiro da seleção na história. A realidade é completamente oposta à trajetória discreta e pouco marcante em clubes, o que gera muitas piadas entre torcedores.

Uma das mais compartilhadas diz o seguinte: "Eduardo Vargas está permanentemente confinado a uma câmara de gelo e só é liberado e reanimado por um mês, a cada alguns anos, para terminar como artilheiro da Copa América. É como Wesley Snipes em 'Demolidor', mas com menos assassinatos."

Neste filme, lançado em 1993, os personagens de Sylvester Stallone (John Spartan) e Snipes (Simon Phoenix) são condenados ao congelamento por crimes, mas acabam se libertando antes do cumprimento da pena.

Outro meme que repercutiu entre os torcedores chilenos mostra imagens de Ronaldo Fenômeno e Fred, hoje no Cruzeiro, sugerindo a comparação entre Vargas quando joga na seleção e quando joga em clubes.

A trajetória do chileno em sua seleção é digna de elogios, a ponto de hoje ele ser um dos maiores artilheiros da Copa América, com 12 gols marcados em 13 partidas de três edições diferentes (quatro em 2015, seis em 2016 e dois marcados já na estreia em 2019). Para completar, ele ainda foi campeão nas duas vezes que disputou anteriormente.

No âmbito geral da Copa América, três jogadores marcaram o mesmo número de gols que ele (Guerrero, do Peru, Roberto Porta e Ángel Romano, do Uruguai) e somente nove têm mais redes balançadas: Batistuta e Moreno (Argentina), Scarone (Uruguai), Jair da Rosa Pinto e Ademir Menezes (Brasil), com 13, Teodoro Fernández (Peru) e Varela (Uruguai), com 15, e Norberto Menendez (Argentina) e Zizinho (Brasil), que somam 17. O brasileiro que lidera a lista, aliás, inspirou o nome do mascote da Copa América de 2019, que é Zizito.

De acordo com relatos que a reportagem colheu junto à delegação chilena em Salvador, Eduardo Vargas conhece e já se divertiu com várias piadas sobre sua diferença de rendimento na seleção e em clubes. Ele até recebe no celular e mostra para companheiros. Porém, publicamente, adota uma postura em defesa de sua trajetória. Ele já defendeu Cobreloa, Universidad de Chile, Napoli, Grêmio, Valencia, Queens Park Rangers, Hoffenheim e hoje está no Tigres, do México. Pelo menos até a próxima especulação.

Veja também

Educadores do Detran-PE dão dicas de segurança a motociclistas em Camaragibe
Semana Nacional de Trânsito

Educadores do Detran-PE dão dicas de segurança a motociclistas em Camaragibe

Projeto cria programa de monitoria em Pernambuco com bolsas de até R$ 800
Educação

Projeto cria programa de monitoria em Pernambuco com bolsas de até R$ 800