Denunciado por abuso sexual, Prem Baba procura advogados e gerenciador de crises

O guru recebeu ao menos três denúncias de abuso sexual por suas seguidoras

Após as denúncias, Prem Baba disse durante live que passará um tempo afastado das funções Após as denúncias, Prem Baba disse durante live que passará um tempo afastado das funções  - Foto: Divulgação

O guru brasileiro Sri Prem Baba já está acionando bons advogados em sua defesa contra os abusos sexuais que ele é acusado. Segundo a coluna de Mônica Bergamo, ele chegou a consultar os advogados Maíra Salomi e Beto Vasconcelos para saber as formas de se defender das acusações que tem sofrido. Prem Baba se informou sobre as medidas cíveis e criminais que podem ser adotadas. Além deles, o guru também busca um gerenciador de crises.

Vasconcelos e Maíra vêm da escola de Márcio Thomaz Bastos, ambos trabalharam com o ex-ministro, falecido em 2014.

ACUSAÇÕES

Uma das acusações é de um caso que aconteceu com uma mulher em 2016. Em matéria publicada na revista Época, onde Prem Baba é taxado de 'guru de araque', a mulher, que não se identificou deu detalhes do abuso. “Nas primeiras duas experiências, senti nojo. Na segunda, fui ao banheiro e vomitei. Ele disse que era assim mesmo, que eu estava expurgando as dores.” Segundo ela, na terceira sessão, o guru trouxe sua shakti, Marcela Zuccon, uma mulher designada como sua companhia feminina. “Ele trazia a shakti dele e se masturbava na minha frente, enquanto ela me massageava. Eu fechava os olhos, não sentia desejo algum por ele. É asqueroso reviver tudo isso novamente e sinto muita vergonha. Nesses oito meses, eu me sentia suja”, contou.

Oficialmente, após as recentes denúncias, Prem Baba não se pronunciou.

Veja também

Governo de Pernambuco faz nova ameaça de restringir acesso aos parques
Covid-19

Governo de Pernambuco faz nova ameaça de restringir acesso aos parques

Brasil tem 1.340 mortes e mais de 64 mil casos da Covid-19 registrados em 24 horas
Boletim Pandemia

Brasil tem 1.340 mortes e mais de 64 mil casos da Covid-19 registrados em 24 horas