Desabafo de um ex-ajudante de ordens de Miguel Arraes

Ex-ajudante de ordens de Arraes diz que o governo Paulo Câmara pouco fez pela Mata Sul

Inaldo SampaioInaldo Sampaio - Foto: Colunista

O coronel (hoje na reserva) Severino Ramos era tenente da PM quando virou ajudante de ordens do governador Miguel Arraes em 1987. Ficou no cargo até 1990 quando Arraes renunciou ao mandato para se candidatar a deputado federal. Arraes voltou ao governo em 1995 e três anos depois o nomeou interventor de Gameleira, cujo prefeito Paulo Matias havia sido afastado pela justiça. O povo gostou do interventor e em 2004 o elegeu prefeito (pelo PSB), reelegendo-o em 2008. Hoje, a cidade é administrada por sua mulher, Verônica, conhecida como “Verônica do major”. É que o marido era capitão quando foi nomeado interventor e no curso da interventoria Arraes o promoveu a major. Daí o “Verônica do major”. Esse personagem emblemático do “arraesismo”, que era pessoa próxima do governador e de seus familiares, resolveu agora vir a público para fazer um desabafo. “Gosto demais do governador Paulo Câmara, que é uma pessoa correta, honesta, do bem. Mas tenho que dizer também, para o bem dele próprio, que o governo não colocou até agora uma pedra de calçamento em Gameleira. Assim tem sido em outros municípios da Mata Sul, onde o governo não tem obras para apresentar. Até uma ordem de serviço que o governador deu, 10 meses atrás, em Palmares, para a construção de uma ponte, nunca saiu do papel. A sorte do governador é que o pessoal da oposição não é bem aceito em nossa região. Mas se ele não tomar cuidado, a vaca poderá ir para o brejo”. Tá dado o alerta!

Articulação política

Paulo Câmara resolveu fazer política e tem se dado bem nesse papel. Reaproximou-se do prefeito Anderson Ferreira (Jaboatão), que estava com um pé na oposição, puxou o PMN para a Frente Popular, avalizou a ida de Guilherme Uchoa (ex-PDT) para o PSC, para segurar esse partido no governo, e a de João Fernando Coutinho (ex-PSB) para o PROS com este mesmo fim.

Para senador > Em conversa com Paulo Câmara para acertar sua transferência para o PROS, João Fernando Coutinho lhe deu ciência de que o partido terá candidato a senador: o empresário (de Araripina) Antonio Souza, vice-presidente regional do partido.

Nova vida > Hoje, às 17h, o Defensor Público Geral, Manoel Jerônimo Neto, será recebido no Palácio das Princesas. Vai comunicar a Paulo Câmara sua filiação ao PROS para ser candidato a deputado estadual.

Versão truncada >
Ninguém do PT acredita na versão de João Paulo de que pediu licença do partido para escrever uma dissertação de mestrado. Todos perguntam o que uma coisa tem a ver com a outra.

Gol contra > Cada vez que confessa, em público, que sua reeleição está ameaçada, Gonzaga Patriota (PSB) dá munição a candidatos do próprio PSB para irem atrás de suas bases.

Na trilha do pai > João Campos (PSB), em campanha para deputado federal, esteve no Pajeú, no final de semana, para rever ex-aliados do seu pai. Visitou os prefeitos Adelmo Moura (Itapetim), Tânia Maria (Brejinho) e Lino Moraes (Ingazeira), e os ex Adeval Ferreira (Santa Terezinha), José Vanderley (Brejinho), Luciano Torres (Ingazeira) e Antonio Julião (Quixaba).

Veja também

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão em Jaboatão
Jaboatão

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão

Médium João de Deus foi internado no Sírio Libanês, em Brasília
João de Deus

Médium João de Deus foi internado em hospital de Brasília