Vigor

Detectada alta concentração de Viagra nas águas residuais de bairro de Seul

Outros estudos estimam que quase 25% dos sul-coreanos com idades entre 30 e 39 anos têm disfunção erétil

Canal em Seul, na Coreia do SulCanal em Seul, na Coreia do Sul - Foto: Flickr

As autoridades de Seul encontraram altas concentrações de uma substância química contida no Viagra e em outros medicamentos para disfunção erétil nas águas residuais de um bairro de Seul conhecido por sua vida noturna - observaram os autores do estudo.

A análise mostrou a elevada presença desta substância — o inibidor da enzima fosfodiesterase tipo 5, conhecido como PDE-5i — nos finais de semana nas estações de tratamento de esgoto de Gangnam, um bairro com muitos bares e discotecas. 

"Estimamos que o consumo de PDE-5i foi 31% maior nesta área do que nas áreas com menos estabelecimentos noturnos de lazer", afirmam os pesquisadores em um artigo publicado na Scientific Reports em maio.

 

Estas investigações mostraram que as estações de tratamento de água "não eram capazes de tratar" esta quantidade de resíduos químicos.

"O PDE-5i presente nas águas residuais é tratado apenas pelas plantas e, em uma instância, acaba sendo liberado no meio ambiente", observam os pesquisadores.

"Dado o crescimento do mercado, espera-se que mais PDE-5i acabe no meio ambiente em zonas urbanas", acrescentam.

Outros estudos estimam que quase 25% dos sul-coreanos com idades entre 30 e 39 anos têm disfunção erétil.

Em 2019, as 20 maiores empresas farmacêuticas da Coreia do Sul tiveram uma receita de US$ 133 milhões relativa à venda de medicamentos com PDE-5i.

Veja também

Covid-19: 82% dos indígenas receberam 1ª dose, diz Ministério da Saúde
Coronavírus

Covid-19: 82% dos indígenas receberam 1ª dose, diz Ministério da Saúde

'Arraiá da Castração' promove cirurgias de cães e gatos a preços populares
Folha Pet

'Arraiá da Castração' promove cirurgias de cães e gatos a preços populares