Detentas receberão curso de Agente Comunitário de Saúde

Serão 30 detentas beneficiadas no curso de carga horária de 400; as aulas começam nesta segunda-feira (26)

Cerca de 430 mulheres detentas podem conseguir a liberdade no EstadoCerca de 430 mulheres detentas podem conseguir a liberdade no Estado - Foto: Alfeu Tavares

Cerca de 30 detentas da Colônia Penal Feminina, em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife, terão curso de Agente Comunitário de Saúde nesta segunda-feira (26). A ação faz parte do Programa Nacional ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) e do Programa Mulheres Mil, do Governo Federal.

O curso tem carga horária de 400 horas e é dividido em módulos. As mulheres, que cumprem pena no regime fechado, serão capacitadas para atuarem na área de saúde com noções voltadas para o cuidado com o idoso. A ação é um termo de cooperação técnica da da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), vinculada à Justiça e Direitos Humanos, com a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE).

Leia também:
Detentas do Recife caíram no frevo
Detentos restauram brinquedos em parques do Recife


A aula inaugural ocorrerá com a presença do secretário-executivo de Ressocialização, Cícero Rodrigues, da superintendente de Capacitação e Ressocialização (SCR/Seres), Valéria Fernandes, e da pró-reitora da UFRPE, Ana Virgini.

“Essa parceria representa oportunidade de trabalho para as reeducandas que, em algum momento, voltarão à sociedade e à convivência familiar. É importante e meta do Governo de Pernambuco oferecer a essas mulheres uma bagagem de conhecimento para recomeçar”, afirma Cícero.

Estarão presentes também na aula inaugural a gerente de Educação e Qualificação Profissionalizante (GEQP/Seres), Edvany Oliveira, e professora Suely Alves de Lima que integra a equipe de gestão do curso. A gestão pedagógica é do Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas (Codai/UFRPE).

Veja também

Pandemia, saúde mental e física são desafios para os idosos
Dia do idoso

Pandemia, saúde mental e física são desafios para os idosos

Mais de 998.000 mortos por covid-19 são registrados no mundo
Coronavírus

Mais de 998.000 mortos por covid-19 são registrados no mundo