A-A+

Detran-PE quer evitar conflitos no trânsito

A Operação Prevenção “segundos que salvam vidas” aborda condutores e alerta sobre como impedir discussões no trânsito

Operação Prevenção “Segundos que salvam vidas”Operação Prevenção “Segundos que salvam vidas” - Foto: Divulgação/Detran-PE

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que mais de 90% dos acidentes de trânsito são causados por falha humana e pesquisas revelam que 5% da população tem o hábito comportamental agressivo ao volante. Diante desses números, o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) tem se dedicado há anos e criado um espaço de atuação e estudos nessa área. Para alertar os condutores sobre como evitar conflitos, o órgão vem realizando a Operação Prevenção “segundos que salvam vidas”, por meio das Diretorias de Fiscalização, Operações e Atendimento.

A ação mais recente aconteceu no fim de semana, na avenida Boa Viagem, em frente ao Segundo Jardim, Zona Sul do Recife. Na ocasião, agentes de trânsito e psicólogas distribuíram panfletos com dicas de boas práticas, no sentido de evitar acidentes e, até mesmo, morte resultante de discussão nas vias. A ação contou com o Detran Itinerante, caminhão que disponibiliza serviços, quando houve atendimentos dos usuários com serviços de emissão da Nada Consta; Renovação e 2ª via da CNH; Captura de Imagem; emissão de taxas, multas e agendamento de serviço.

Leia também:
Campanha educativa do Detran-PE percorre bares
Campanha do Detran alerta sobre risco da combinação entre bebida e direção
Com operações nas ruas, Detran-PE aposta na prevenção


"A operação visa conscientizar as pessoas que saúde mental é fundamental no ato de conduzir um veículo", disse a gerente psicomédica do Detran-PE, Juliana Guimarães, que também é presidente da Associação Brasileira de Psicologia de Tráfego de Pernambuco (ABRAPSIT-PE).

O Gerente de Fiscalização e Planejamento, Paulo Paz, reforça que com a chegada das festividades de fim de ano, quando acontecem as confraternizações, a operação tem como foco orientar e informar a população sobre legislação, forma correta do uso do cinto de segurança, os perigos de ingerir bebida alcoólica e dirigir, e os cuidados que devem ter com os veículos, pneus, iluminação e equipamentos de segurança obrigatório.

“Dirigir é um exercício diário de respeito ao próximo. Temos que ter consciência da importância de manter a distância adequada entre os veículos, fazer manutenção nos automóveis. Essas são características de um bom condutor, mas a característica principal é o respeito”, disse.

Segundo a gerente psicomédica, o Detran-PE é o único do Brasil a contar com um Núcleo de Pesquisa em Saúde no Trânsito, estabelecendo parcerias com entidades científicas, acadêmicas e de desenvolvimento técnico para ampliar este campo com pioneirismo de forma a contribuir com a saúde pública.

"O trânsito é considerado pela OMS um problema de saúde pública mundial. Ele está entre as oito maiores causas de morte do mundo e a primeira causa de morte entre pessoas de 5 a 29 anos", disse Juliana Guimarães, acrescentando que os dados são subnotificados. "Ainda assim estima-se gastos com vítimas de acidentes equivalente a 3% a 5% do PIB. Cerca de R$ 258 bilhões por ano."

Juliana Guimarães defende que ao invés de apenas prevenir as consequências dos acidentes é preciso focar em planejar a prevenção. "As pessoas não têm essa consciência. Acham que dirigir é um direito e você não tem que se preocupar com sua condição emocional e psicológica. Mas é o contrário, pois você tem que preservar a sua vida e a do outro", comenta a gerente psicomédica, acrescentando que mais de 60% dos leitos dos hospitais são ocupados por vítimas de acidentes de trânsito. "A sociedade está doente. Precisamos olhar para isso com cuidado e permitir que a saúde seja valorizada", disse.

Veja também

Com bilhete escrito "Não me deixem morrer", cadela abandonada é resgatada por policiais no Ceará
CEARÁ

Com bilhete escrito "Não me deixem morrer", cadela abandonada é resgatada por policiais no Ceará

Tribunal declara ex-sócio de advogado de Trump culpado por financiamento ilegal de campanha
Estados Unidos

Tribunal declara ex-sócio de advogado de Trump culpado por financiamento ilegal de campanha