Dia decisivo no processo de beatificação de frei Damião

Aberto há 15 anos, processo de glorificação de frei Damião tem momento crucial nesta terça-feira na capital italiana

Comemoração 119 de Frei DamiãoComemoração 119 de Frei Damião - Foto: Drailton Gomes/Divulgação

Esta terça-feira (6) será um dia decisivo no processo de beatificação de frei Damião de Bozzano, morto no Recife em 31 de maio de 1997. É quando a Comissão dos Teólogos, na Congregação das Causas dos Santos, em Roma, na Itália, se reunirá para dar um parecer acerca da possibilidade de o religioso ganhar esse título. O passo é importante também para, futuramente, o processo seguir rumo à canonização, com a inscrição do frade no álbum dos santos católicos.

Leia também:
Comemoração dos 119 anos de Frei Damião conta com missas e eventos especiais


O processo foi aberto em 31 de janeiro de 2003. Por quase uma década, ao longo da chamada fase diocesana, a Igreja investigou possíveis milagres atribuídos ao frade capuchinho. Em 2012, o caso foi enviado ao Vaticano, que iniciou a fase romana do processo. O desfecho dessa segunda etapa ocorrerá amanhã, quando a Comissão dos Teólogos emitirá um parecer sobre o reconhecimento ou não das virtudes heroicas praticadas em vida por frei Damião. Se o resultado for positivo, o caso deve chegar, ainda este ano, ao papa Francisco, que autorizará a publicação do Decreto de Venerabilidade.

Depois disso, será necessário comprovar um milagre ocorrido por meio da intercessão pós-morte de frei Damião para que ele seja reconhecido beato. A tarefa não é fácil: cabem aos entusiastas do processo investigar e reunir possíveis milagres atribuídos ao frade e encaminhá-los a Roma.

Postulador da causa de beatificação de frei Damião de Bozzano, frei Jociel Gomes ressalta que uma série de critérios é observada. A cura de uma doença, por exemplo, deve ser definitiva e duradoura e haver sido obtida pouco depois da oração do fiel. Testemunhas também são ouvidas. Depois, laudos médicos e científicos terão que atestar que algo impossível ocorreu graças à fé de alguém no religioso. A etapa seguinte, a canonização, quando alguém é declarado santo, também depende da comprovação de um milagre diferente do primeiro e que tenha ocorrido após a beatificação.

"Pedimos as orações de todos nessa intenção", declarou frei Jociel, que reside em Caruaru, no Agreste pernambucano, e tem como um dos trabalhos viajar em busca de possíveis milagres. Quem tiver relatos sobre casos desse tipo pode comunicá-los por meio dos telefones (81) 3721-3731 e 3424-8500 ou do e-mail [email protected]

Pio Giannotti, que depois adotou o nome Damião, nasceu em 5 de novembro de 1898, na aldeia de Bozzano, na Itália. Desde o início de sua trajetória pela Igreja Católica, já estava na Ordem dos Frades Capuchinhos. Quando jovem, formou-se em teologia, em Roma, e chegou a lecionar. Em 1923, foi ordenado sacerdote e veio para o Brasil em 1931. Percorreu o Nordeste fazendo cruzadas missionárias, atendendo aos mais pobres e realizando cerimônias religiosas. No Recife, o Convento de São Félix, da Ordem dos Capuchinhos, no bairro do Pina (Zona Sul), é o cenário de uma festa anual em homenagem ao frade. Frei Damião morreu aos 98 anos. Caso entre no cânone, o livro dos santos do catolicismo, poderá ser cultuado mundialmente.

Veja também

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes

Três homens assaltam trem em Jaboatão dos Guararapes

Paulo Câmara faz balanço das ações de combate à Covid-19 do Governo do Estado
PERNAMBUCO

Paulo Câmara faz balanço das ações de combate à Covid-19 do Governo do Estado