Dilma: “Não descarto uma candidatura como senadora ou deputada”

Ex-presidente afirma não ter rancor nem mesmo de Eduardo Cunha

Dilma afirmou não nutrir mágoas nem mesmo de Eduardo CunhaDilma afirmou não nutrir mágoas nem mesmo de Eduardo Cunha - Foto: Reprodução

Em encontro com lideranças femininas do PT, em Brasília, a ex-presidente Dilma Rousseff demonstrou interesse em sair candidada à deputada ou senadora. "Não descarto a possibilidade de uma candidatura para cargos como senadora ou deputada", disse na tarde deste sábado (18), em entrevista à agência AFP.

A ex-presidente também afirmou não guardar rancores das pessoas que articularam o seu impeachment, nem mesmo de Eduardo Cunha. "Não tenho nada contra Eduardo Cunha, nenhum sentimento de vingança ou coisa parecida. Não tive nem com os meus torturadores", disse Dilma. "As pedras de Brasília e as Emas do Alvorada sabiam que estavam inventando um motivo para me tirar do poder. Foi a chamada justiça do inimigo: não se gosta, se destrói", comentou sobre o seu afastamento.

Dilma ainda disse que não tem nenhuma saudade da vida que levava no Palácio da Alvorada. "São muitos metros. Um palácio não é um lugar adequado para viver. É impossível viver em um palácio a menos que você tenho patins. Ou um skate, como tenho um neto", brincou, em referência aos 7.300 m² do espaço. Sobre a piscina do local, diz ter entrado apenas duas vezes. "Só fico com pena porque o meu neto gostava dela.", concluiu.

Veja também

Navegue na edição digital da Folha de Pernambuco
Folha de Pernambuco

Navegue na edição digital da Folha de Pernambuco

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano
EUA

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano