Dinheiro e torcida como incentivos

Ou seja, quanto melhor a colocação, maior a quantia a ser paga.

Mário Ricardo viajou ao Rio de Janeiro para participar de reuniãoMário Ricardo viajou ao Rio de Janeiro para participar de reunião - Foto: Divulgação

 

No mundo da bola não é apenas dentro das quatro linhas que se alcança um objetivo. Os "fatores externos" são tão importantes quanto os jogadores. Na Praça da Bandeira, o medo de ser rebaixado ainda assusta e as nuvens carregadas não foram afastadas em definitivo. Para conseguir permanecer na elite nacional, a diretoria leonina criou duas armas poderosas. Na verdade, uma delas já existia antes mesmo do começo do Brasileirão. Trata-se de um "bicho programado", onde os dirigentes combinaram com os atletas de pagarem um valor escalonado, referente ao lugar que o clube terminar na tábua de classificação. Ou seja, quanto melhor a colocação, maior a quantia a ser paga.

É como uma cota extra a ser paga pelo próprio Sport, além da que a CBF já paga todo ano do 1º ao 16º colocado da Série A. Sem revelar valores, o vice-presidente Arnaldo Barros informou que o acordo havia sido fechado ainda no primeiro semestre.
Para atuar como companheira do incentivo financeiro, a cúpula da Ilha do Retiro resolveu apostar na força da sua torcida. Assim como na partida do último domingo, no triunfo sobre o Vitória, a diretoria resolveu esticar a promoção feita e repetirá a gratuidade aos sócios no duelo contra a Ponte Preta, na próxima quinta-feira (27), no jogo que marcará o reencontro dos rubro-negros com o técnico Eduardo Baptista, comandante dos campineiros. Diante dos baianos, o clima de final de campeonato transformou o Adelmar da Costa Carvalho num caldeirão, com quase 25 mil torcedores que empurraram o time mesmo sem uma grande atuação dentro de campo. Contra a Macaca, uma vitória é fundamental, já que nesses sete jogos restantes no Brasileirão o Leão precisa vencer três para chegar aos 46 pontos e praticamente eliminar as chances de queda, segundo os matemáticos de plantão, que fecham em 45 a pontuação mínima para evitar a degola.
Porém, antes do reencontro com Baptista, o Sport tem nada mais nada menos que o líder pela frente, neste domingo. Com praticamente todos os atletas à disposição, Daniel Paulista deve aproveitar o treinamento de hoje à tarde, no Centro de Treinamento José Médicis, para definir os titulares que encaram o Palmeiras. Além de Gabriel Xavier, que retorna de suspensão, mas deve perder a vaga para Rodney Wallace, o comandante leonino terá o retorno do colombiano Ruiz, fora dos últimos cinco jogos por conta de uma lesão na coxa esquerda. Apesar da ausência da principal estrela palmeirense, o atacante Gabriel Jesus, os pernambucanos não esperam vida fácil. "Isso é indiferente.

Saiu Gabriel, mas pode entrar Alecssandro ou Barrios. É complicado. Será um jogo difícil e temos que entrar ligados o jogo inteiro". comentou Rithely.

 

Veja também

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h
CORONAVÍRUS

Brasil soma mais 26.979 novos casos e 432 mortes por Covid-19 nas últimas 24h

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão em Jaboatão dos Guararapes, na RMR
Jaboatão

Jovem de 18 anos é encontrada morta em cisterna de casarão