Diretor da OMS acusa países ricos de não compartilharem informações sobre coronavírus

Ele também considerou que as "fortes medidas" adotadas por Pequim contra o coronavírus oferecem "uma janela de oportunidade" para interromper a propagação da doença

 Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus - Foto: Fabrice Confrrini/AFP

O diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, acusou nesta terça-feira alguns países ricos de estarem "muito atrasados" no compartilhamento de informações sobre os casos do novo coronavírus, pedindo uma maior solidariedade internacional para combater a epidemia de pneumonia viral.

"Dos 176 casos relatados até agora fora da China, a OMS recebeu formulários completos de notificação para apenas 38% dos casos. Alguns países de alta renda estão muito atrasados em compartilhar esses dados vitais com a OMS. Não acredito que seja devido à falta de capacidade", disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, perante o conselho executivo da organização.

Leia também:
Governo decreta estado de emergência por causa de surto do coronavírus
Pai é colocado em quarentena por coronavírus e filho com deficiência morre na China


Ele também considerou que as "fortes medidas" adotadas por Pequim contra o coronavírus oferecem "uma janela de oportunidade" para interromper a propagação da doença que já matou 425 pessoas apenas na China continental.

"Não podemos deixar passar essa janela de oportunidade", insistiu.

Veja também

Covid-19: mortes somam 490.696 e casos chegam a 17.533.221
Boletim

Covid-19: mortes somam 490.696 e casos chegam a 17.533.221

OMS designa como variante Lambda cepa do SARS-CoV-2 presente na América Latina
Coronavirus

OMS designa como variante Lambda cepa do SARS-CoV-2 presente na América Latina