Diretor da OMS acusa países ricos de não compartilharem informações sobre coronavírus

Ele também considerou que as "fortes medidas" adotadas por Pequim contra o coronavírus oferecem "uma janela de oportunidade" para interromper a propagação da doença

 Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus - Foto: Fabrice Confrrini/AFP

O diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, acusou nesta terça-feira alguns países ricos de estarem "muito atrasados" no compartilhamento de informações sobre os casos do novo coronavírus, pedindo uma maior solidariedade internacional para combater a epidemia de pneumonia viral.

"Dos 176 casos relatados até agora fora da China, a OMS recebeu formulários completos de notificação para apenas 38% dos casos. Alguns países de alta renda estão muito atrasados em compartilhar esses dados vitais com a OMS. Não acredito que seja devido à falta de capacidade", disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, perante o conselho executivo da organização.

Leia também:
Governo decreta estado de emergência por causa de surto do coronavírus
Pai é colocado em quarentena por coronavírus e filho com deficiência morre na China


Ele também considerou que as "fortes medidas" adotadas por Pequim contra o coronavírus oferecem "uma janela de oportunidade" para interromper a propagação da doença que já matou 425 pessoas apenas na China continental.

"Não podemos deixar passar essa janela de oportunidade", insistiu.

Veja também

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia
Enem 2020

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas
Coronavírus

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas