Disputa por vaga do TRF5, em PE, esquenta o clima em Brasília

Renan Calheiros e Eunício de Oliveira querem indicar o novo desembargador

Caruaru, no Agreste de PernambucoCaruaru, no Agreste de Pernambuco - Foto: Hesíodo Góes/Arquivo/Folha de Pernambuco

A disputa pela vaga de desembargador do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Pernambuco, na vaga deixada pelo ministro do STJ Marcelo Navarro, está dividindo partidários dos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL) e Eunício de Oliveira (PMDB-CE), que deve suceder o primeiro na presidência do Senado. Renan apoia o alagoano Luciano Guimarães para a vaga. Eunício quer o cearense Leonardo Carvalho.

Paralelamente, é a advogada tributarista Silvana Guerra Barretto, de Pernambuco, quem corre atrás da vaga. Os três integram a lista tríplice apresentada ao governo de Michel Temer pela corte. Ela foi a mais votada, com 13 votos dos magistrados do TRF. Os outros postulantes tiveram oito votos cada um.

O nome da pernambucana, aliás, conta com um peso adicional: o TRF5 não tem mulheres em sua composição, o que pode favorecer Silvana, apoiada por ministros do STJ e do STF.

Veja também

Amazonas receberá cota extra de vacinas para frear pandemia
Coronavírus

Amazonas receberá cota extra de vacinas para frear pandemia

Avião com doses da vacina de Oxford, produzida na Índia, chega ao Rio
Coronavírus

Avião com doses da vacina de Oxford, produzida na Índia, chega ao Rio