Distribuidora ilegal atendia cerca de 95 postos

Empresa tinha uma faixa de três milhões de litros de etanol por mês no mercado, quantia correspondente à aproximadamente 15% do mercado que era sonegado

Coletiva de imprensa sobre distribuidora de combustíveis que sonegava impostosColetiva de imprensa sobre distribuidora de combustíveis que sonegava impostos - Foto: Divulgação / PCPE

A WD Distribuidora, que foi alvo da Operação Octanagem nessa quarta-feira (5), tinha 95 postos de combustíveis como seus clientes em potencial, segundo estudo feito a partir de notas fiscais eletrônicas, informou o diretor de Operações Estratégicas da Secretaria da Fazenda de Pernambuco, Cristiano Dias.

“É uma empresa que nasceu para sonegar. Sucedeu outra empresa em Pernambuco que deixou créditos milionários em aberto e ela estava fazendo o mesmo formato de sonegação: emitia documentos e não recolhia a substituição tributária referente às operações com o etanol.”, disse Cristiano. A empresa anterior era a Petróleo do Vale, que funcionou no Estado até meados de 2015 e deixou um passivo no âmbito administrativo de quase R$ 44 milhões.

Leia também:
Operação prende empresário suspeito de sonegar mais de R$ 16 milhões


Segundo da delegada titular da Delegacia de Crimes contra a Ordem Tributária, Priscilla Von Sohsten, a WD supostamente ficaria em Chã de Alegria, na Zona da Mata Norte, mas, após investigações no local, foi constatado que havia não tanques ou etanol pertencentes à empresa no município e que ninguém relacionado à empresa comparecia à cidade havia pelo menos dois anos. “A sala da WD, inclusive, só tem a placa. Não tem computadores, móveis, nada. É uma empresa de fachada”, afirmou a delegada.

A investigação terá continuidade a partir da análise dos materiais de escritório, computadores, celulares e agendas apreendidos, para chegar às demais pessoas ligadas à empresa. Sohsten destacou que essa foi a primeira operação do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco) e defendeu ser necessário continuar atrás das pessoas pessoas que lesam o erário de uma forma tão pesada. “A Polícia Civil está numa nova fase de investigação financeira, de ir atrás dessas pessoas que estão sonegando, lavando dinheiro. Esse dinheiro que a gente não está arrecadando”.

Veja também

Uefa defende decisão sobre estádio em Munique mas adiciona cores do arco-íris em logo
DIVERSIDADE

Uefa defende decisão sobre estádio em Munique mas adiciona cores do arco-íris em logo

Angela Merkel critica lei húngara sobre LGBT e a considera "equivocada"
Mundo

Angela Merkel critica lei húngara sobre LGBT e a considera "equivocada"