Divergências entre governos prejudica combate à pandemia, diz OMS

De acordo com diretor, a coerência das mensagens é difícil para todos os países, principalmente para os grandes e complexos como o Brasil

CoronavírusCoronavírus - Foto: Shutterstock

Conflitos entre líderes de diferentes níveis administrativos prejudica o combate à pandemia de coronavírus, afirmou nesta sexta (15) Michael Ryan, o diretor-executivo da OMS (Organização Mundial da Saúde).

Em resposta a pergunta sobre a saída de Nelson Teich do Ministério da Saúde e as divergências com o presidente Bolsonaro sobre o uso de cloroquina e as restrições a mobilidade, Ryan disse que a coerência das mensagens é difícil para todos os países, principalmente para os grandes e complexos como o Brasil, mas que é importante que eles tentem assegurar a população de que estão seguindo os conhecimentos da ciência.

Leia também:
Controle do coronavírus pode levar 5 anos, diz cientista-chefe da OMS
OMS se diz preocupada com 'séria cegueira' de países que não adotam restrições contra coronavírus


"Os países que se saíram melhor foram os que mantiveram a coerência em todos os níveis de governo, adotaram mensagens simples e engajaram toda a população em seus esforços", disse o diretor da OMS.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Europa e EUA registram forte avanço de casos de Covid-19 na semana
PANDEMIA

Europa e EUA registram forte avanço de casos de Covid-19 na semana

Delta já é dominante na Europa e deve predominar no mundo, diz OMS
Pandemia

Delta já é dominante na Europa e deve predominar no mundo, diz OMS