Dois presos feridos em rebelião na penitenciária Barreto Campelo, em Itamaracá

A Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) afirma que a rebelião já foi controlada.

Penitenciária Professor Barreto Campelo, em ItamaracáPenitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Uma rebelião ocorreu na Penitenciária Professor Barreto Campelo, em Itamaracá, no Grande Recife no início da noite desta terça-feira (23). Segundo a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), a rebelião já foi controlada e dois presos ficaram feridos.

Segundo o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, o clima de tensão começou quando um detento tentou matar outro preso. Ambos ficaram feridos e foram transferidos para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, sem risco de morte

Ainda segundo o secretário, agora à noite será iniciada uma revista geral na penitenciária.

Em nota, a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) informa que a situação foi controlada pela Gerência de Operações e Segurança (GOS) e que os indícios apontam que foram utilizadas armas de fogo. A secretaria ainda afirma que uma investigação interna será instalada para apurar as causas da rebelião.

 A Penitenciária Professor Barreto Campelo tem capacidade para 430 presos e atualmente abriga em torno de 1.500 reeducandos.

Veja também

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco
Coronavírus

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco
Coronavírus

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco