Dois restaurantes brasileiros entram na lista das 2 estrelas Michelin

Outros espaços também foram condecorados com uma estrela do Guia Internacional

Felipe Bronze, do Oro, e Ivan Ralston, do Tuju, entraram na lista duas estrelas Felipe Bronze, do Oro, e Ivan Ralston, do Tuju, entraram na lista duas estrelas  - Foto: Divulgação

Por três edições, o D.O.M, do chef Alex Atala, era o único estabelecimento brasileiro classificado com duas estrelas Michelin no Brasil. Agora, com o anuncio dos restaurantes que integram a edição brasileira do guia de 2018, tanto o paulistano Tuju, de Ivan Ralston, quanto o carioca Oro, de Felipe Bronze, também receberam a honraria.

Desde 2015, quando o Guia Michelin foi lançado no Brasil, o Tuju ostentava uma estrela por comida contemporânea trabalhada a partir de ingredientes sazonais. Naquele mesmo ano, o estabelecimento do chefe e apresentador Felipe Bronze também foi condecorado com uma estrela, mas, em 2016, ficou de fora da lista, e, no ano passado, reconquistou a estrela para a sua cozinha na brasa.

A lista também conta com os veteranos Dalva e Dito, Esquina Mocotó, Fasano, Hitô, Jun Sakamoto, Kan Suke, Kinoshita, Kosushi, Manó, Picchi e Tetê a Tetê. Nenhum restaurante brasileiro, contudo, tem a classificação máxima da gastronomia global, as desejadas três estrelas Michelin.

Veja também

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco
Coronavírus

"Tomem a vacina que a esperança não deixa de acabar", disse a primeira vacinada em Pernambuco

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco
Coronavírus

Momento histórico: vacina contra a Covid-19 é aplicada pela primeira vez em Pernambuco