Recife

Domingo de visitação pública ao Navio-Patrulha 'Goiana' 

A visitação faz parte das atividades alusivas às comemorações do bicentenário da Independência do Brasil, comemorado em 2022

Navio-Patrulha Goiana foi aberto à visitação pública, neste domingo (22)Navio-Patrulha Goiana foi aberto à visitação pública, neste domingo (22) - Foto: Arthur Mota / Folha de Pernambuco

O Navio-Patrulha (Npa) "Goiana", da Marinha do Brasil, está atracado no Porto do Recife neste final de semana e aberto à visitação pública. Neste domingo (22), visitantes puderam conhecer a embarcação das 8h30 às 11h. No período da tarde, das 13h30 às 17h, será aberto novo horário para os visitantes. 

A visitação faz parte das atividades alusivas às comemorações do bicentenário da Independência do Brasil, comemorado em 2022. O navio pertence ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Nordeste, subordinado ao Comando do 3°Distrito Naval.

Essa atracação faz parte de uma série de eventos que a Marinha vem promovendo em prol das comemorações do Bicentenário da Independência, está ocorrendo, desde o ano passado, no Brasil todo. A gente convida hoje a população pernambucana para visitar o navio Goiana”, convidou o capitão Filipe Sales.

O engenheiro Tiago Beltrão, 41, levou a filha Juliana, de seis anos, para conhecer a embarcação. “Ela está gostando, é uma novidade ela nunca tinha visto algo assim. É um programa diferente”, contou. 

O bancário Orley Cardoso, 46 anos, aproveitou o domingo para levar a esposa Cristiane Contato, 46 anos, e os filhos Gabriel, 9 anos e Raquel, de 5 anos para visitar o navio. “Sensacional a iniciativa da Marinha, abrir o navio para a gente conhecer as atividades que eles exercem em alto mar, que a gente não tinha a oportunidade de ver no dia a dia. Louvável e já fica a dica que já fomos informados que ao longo do ano vão ter outros navios de portes maiores para se conhecer”, disse Orley. 
 

Navio-Patrulha
O NPa "Goiana" desempenha importantes tarefas na extensa área marítima sob jurisdição do Comando do Terceiro Distrito Naval, nos estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco e Alagoas. 

Dentre as atividades, destacam-se: inspeção naval, controle de área marítima e ação de presença, visando fiscalizar os recursos marinhos, as plataformas de petróleo e as atividades de pesquisa no mar territorial, na zona contígua e na zona econômica exclusiva. Somam-se às tarefas acima a possibilidade de emprego de apoio logístico móvel, apoio a ações de mergulho e ajuda humanitária em situações de calamidade pública.

 

Veja também

Jornalista divulga pesquisa sobre filho bastardo do imperador Pedro I
história

Jornalista divulga pesquisa sobre filho bastardo do imperador Pedro I; confira detalhes

Justiça nega habeas corpus para o modelo Bruno Krupp
acidente

Justiça nega habeas corpus para o modelo Bruno Krupp