Doria, se for candidato, tem tudo para ser eleito

O prefeito de São Paulo estará hoje no Recife, dois dias após ter estado em Natal

Inaldo SampaioInaldo Sampaio - Foto: Colunista

O prefeito de São Paulo, João Doria, que está sendo esperado hoje no Recife, está criando as condições políticas para ser o candidato do PSDB a presidente da República no próximo ano. Até a presente data, ele não cometeu um erro sequer, salvo o de estar traindo explicitamente o governador e seu mentor político Geraldo Alckmin. Primeiro, apresenta-se como “não político” e sim como “gestor”. É um discurso que soa muito bem aos ouvidos dos eleitores, cuja maioria reprova o Congresso, os partidos e os políticos de modo geral. Segundo, é o “novo” das eleições, ao lado de Bolsonaro, dado que Lula, Alckmin, Marina e Ciro Gomes vêm de outros carnavais. Terceiro, continua negando a candidatura e jurando fidelidade ao governador de São Paulo, porém trabalha dia e noite para ser convocado pelo seu partido, o que fatalmente ocorrerá se Alckmin não mostrar viabilidade eleitoral. Quarto, sendo o “novo” e decolando de SP, que tem mais de 30 milhões de eleitores, partirá com força. E, se dúvidas houver quanto ao projeto “Doria 2018”, basta observar a agenda dele no Nordeste, região que Lula está visitando desde ontem: Salvador no último dia 8, anteontem em Natal, hoje no Recife, e na próxima semana em Campina Grande (PB). É ou não agenda de candidato à sucessão de Michel Temer?

Pode ir embora!

O governador Paulo Câmara não está fazendo mais questão pela permanência do senador Fernando Bezerra no PSB. O senador é o único político no partido com coragem para “peitá-lo” e, sendo assim, dizem os palacianos, é melhor que vá embora. O recado, aliás, foi dado ontem pelo presidente nacional do partido, Carlos Siqueira: “Eu não trato de quem quer sair do partido e sim de quem quer entrar”.

Alerta > A direção estadual do PMDB entrou em “estado de alerta” depois que a executiva nacional levou os senadores Kátia Abreu (TO) e Roberto Requião (PR) ao Conselho de Ética e suspendeu por 60 dias o deputado Jarbas Vasconcelos de suas atividades partidárias. Caso haja intervenção no diretório regional, o senador Fernando Bezerra assumirá o controle do partido.

Títulos > Em sua peregrinação pelo Nordeste, o ex-presidente Lula, mesmo condenado pela Justiça a 9 anos e 6 meses de prisão, vai receber o título de “Doutor Honoris Causa” de duas universidades: Federal de Sergipe (dia 21) e Estadual de Alagoas (dia 23). Receberia também da Universidade do Recôncavo Baiano, criada por ele, mas a Justiça Federal impediu.

Saia justa > O ministro Raul Jungmann (Defesa), que é deputado federal pelo PPS, foi colocado numa saia justa por vereadores de Taquaritinga do Norte. Eles pediram ao ministro melhoria nas instalações dos Correios e verba para perfuração de 25 poços e pavimentação de ruas.

Espaço >
O presidente da OAB-PE, Ronnie Duarte, visitou a Superintendência Regional do Trabalho, no Recife, e pediu ao superintendente Geovane Freitas a destinação de um espaço para instalação da “sala dos advogados”, como já existe no TCE.

Adeus > O ex-deputado Aldo Rebelo (SP), que foi ministro do Esporte e da Defesa no governo Lula e disputou com Ana Arraes uma vaga no TCU, não pertence mais ao PCdoB. Enviou uma carta à presidente Luciana Santos (PE) comunicando o desligamento do partido.

Veja também

Municípios de Pernambuco devem ter acesso às doses da CoronaVac nesta terça (19)
Covid-19

Municípios de Pernambuco devem ter acesso às doses da CoronaVac nesta terça (19)

Avião pequeno faz pouso de emergência em Tamandaré
Litoral Sul

Avião pequeno faz pouso de emergência em Tamandaré