A-A+

Educação

Doze milhões de crianças "têm medo de ir à escola" na Nigéria

Gangues armadas atacam e saqueiam povoados há anos, principalmente nas escolas

Escola nigeriana Escola nigeriana  - Foto: Pexels

Cerca de 12 milhões de crianças "traumatizadas" têm medo de ir à escola na Nigéria, onde gangues criminosas sequestram estudantes para pedir resgate, disse o presidente Muhamadu Buhari. 

O primeiro grande sequestro de estudantes no país mais populoso da África ocorreu em abril de 2014, quando Boko Haram sequestrou 276 meninas de uma escola em Chibok (nordeste), desencadeando a campanha mundial #BringBackOurGirls ("#DevolvamNossasMeninas").

Desde então, os ataques contra as escolas "aumentaram em número e se espalharam para toda a parte norte do país", declarou na terça-feira (26) Buhari, em uma conferência internacional sobre a segurança das escolas em Abuja, a capital. 

Como consequência, "mais de 12 milhões de crianças estão traumatizadas e têm medo de ir para a escola, especialmente as meninas", continuou. 

Gangues fortemente armadas e extremistas, no noroeste e centro da Nigéria, atacam e saqueiam povoados há anos, realizando sequestros para exigirem resgate, principalmente nas escolas.

Veja também

Aos 83 anos, morre o arquiteto Ruy Ohtake, filho da artista Tomie Ohtake
Luto

Aos 83 anos, morre o arquiteto Ruy Ohtake, filho da artista Tomie Ohtake

Ensino a distância conquista adeptos e aumenta após fim de restrições
Educação

Ensino a distância conquista adeptos e aumenta após fim de restrições