Opinião

Dra Lourdinha, uma mulher na vanguarda do cooperativismo brasileiro

Dra LourdinhaDra Lourdinha - Foto: Divulgação

Desde do início da história, observamos exemplos importantes e espontâneos, onde modelos pré-cooperativistas surgem de forma orgânica, como exemplifica Cenzi em sua descrição: "São diversos os exemplos de congregação de grupos e pessoas ao longo da história da humanidade no intuito de auxílio mútuo. Os nômades se reuniam para coletar e caçar. Povos asiáticos cultivavam lavouras, e os diversos povos indígenas ao redor do mundo se agrupavam para caçar, pescar e guerrear.” (CENZI, Neiri Luiz (2012). Cooperativismo: desde as origens ao projeto de lei da reforma ao sistema cooperativo brasileiro. Curitiba: [s.n.].

E, no âmbito mundial, o Brasil vem sendo terreno fértil para o desenvolvimento desse modelo. Em meados do século XX, o cooperativismo se organizou de forma profissional e cresceu em progressão aritmética em vários segmentos, principalmente na saúde. Para se ter uma ideia, o Brasil, hoje, lidera o cooperativismo de saúde no mundo. São ao menos 849 cooperativas com mais de 250 mil cooperados que atendem 24 milhões de pessoas.

A Unimed Recife, uma empresa 100% pernambucana, que completou 50 anos de existência, se destaca como a terceira maior cooperativa médica no Brasil. A Unimed Recife tem na liderança a médica dra. Maria de Lourdes C. de Araújo.

Dra. Lourdinha, como é conhecida, transformou o conceito de gestão em cooperativa médica local, e a cada ano traz modernidade e expansão às unidades próprias, nas áreas tecnológicas e no que há de mais moderno em saúde no mundo.

Em cenários desafiadores, como foi o da pandemia, e agora o da guerra, a Unimed Recife investiu e investe na ampliação de seu polo de atendimento hospitalar. Em 2021, inaugurou o moderno Complexo Hospitalar Unimed Recife, duas torres na Ilha do Leite, em Recife, com o que há de mais moderno na área médica. Um exemplo dessa tecnologia é o robô Davinci XI, que traz recursos mais avançados nos procedimentos cirúrgicos.

Mesmo o mundo vivendo uma das maiores crises do século XXI, o ritmo de crescimento da Unimed Recife é muito grande. Em 2022, a empresa já inaugurou seu centro de diagnóstico e continua ampliando a sua rede de laboratórios próprios, além dos constantes investimentos em tecnologia. Foram grandes investimentos em tempos difíceis, e que a administração soube trabalhar com muito talento.

A Unimed Recife que comemora 50 anos de existência, traz em seu DNA a evolução contínua de uma gestão participativa comandado pela inovadora médica dra. Maria de Lourdes C. De Araújo.
 

Diretor de Planejamento LCM Comunicação*


- Os artigos publicados nesta seção não refletem necessariamente a opinião do jornal. Os textos para este espaço devem ser enviados para o e-mail [email protected] e passam por uma curadoria para possível publicação.

Veja também

Cerca de 100 vítimas do Estado Islâmico são encontradas em vala comum no Iraque
CONFLITO

Cerca de 100 vítimas do Estado Islâmico são encontradas em vala comum no Iraque

Festa do Carmo 2024: fiéis comparecem ao último dia do novenário, que antecede festa da padroeira
RELIGIOSIDADE

Festa do Carmo 2024: fiéis comparecem ao último dia do novenário, que antecede festa da padroeira

Newsletter