Dramático e patético

Foi triste ver a frustração da torcida do Náutico, tão esperançosa no início da partida

Haddad e Paulo Câmara Haddad e Paulo Câmara  - Foto: Hélia Scheppa/Frente Popular

O desfecho da Série B para o Náutico soou dramático, porque uma derrota se repetiu exatamente no aniversário de outra. O time perdeu para o Oeste/SP e deixou escapar a oportunidade de subir para a Série A do Brasileiro. A derrota veio na mesma data em que o clube alvirrubro viveu uma das mais tristes páginas de sua história, ao cair diante do Grêmio, nos Aflitos, 11 anos atrás, com o adversário tendo apenas sete atletas em campo.

Mas a cena mais marcou o jogo não foi protagonizada nem por Pedro Carmona, nem por Mike, autores dos gols paulistas. Um alvirrubro anônimo entrou em campo no meio do tumulto, pegou a bola e correu para uma das balizas, “marcando um gol”. Perseguido pela polícia, atravessou o campo e “marcou outro gol” na baliza oposta. O lance me fez lembrar uma célebre definição do mestre Armando Nogueira sobre o objetivo do torcedor, quando sai de casa para ir ao estádio apoiar seu clube de coração.

“Tá vendo aquele Arquibaldo ali? Ele vai ao estádio buscar as vitórias que a vida não lhe dá lá fora”.

Foi triste ver a frustração da torcida do Náutico, tão esperançosa no início da partida para ver um time que se encolheu em sua própria casa. Desta vez, a equipe não chegou a ser nem a sombra do que demonstrou em outras partidas, quando encampou uma série de vitórias consecutivas.

Givanildo, à beira do gramado, exibia a expressão de quem não estava entendendo tanta apatia, tanto desprezo pelo jogo. Uma pena. Apesar do fracasso, a diretoria do clube há de observar, e pesar, o que houve de positivo nesta campanha. O time do Náutico não é de se jogar fora.

Quase, Sport

Também no sábado, em Minas, o Sport esteve perto da vaga na Série A em 2017. Começou vencendo o América, levou uma virada e, com muito sofrimento, conquistou o empate que pode encurtar seu caminho para o objetivo. Basta empatar com o Figueirense, na Ilha, no próximo fim de semana. Não pode, porém, cometer os mesmos erros que vem cometendo, principalmente na defesa, uma das mais vazadas do Brasileiro.

Digno, tricolores

Haverá sempre que diga que a vitória de goleada sobre o Grêmio, neste domingo, de nada valeu, pois o Santa Cruz já está rebaixado. Para mim, mesmo que o adversário tenha utilizado reservas, o resultado ajuda a levantar a autoestima dos tricolores. Melhor se despedir do Arruda, este ano, comemorando um bom resultado do que ver a torcida sair cabisbaixa por mais uma fiasco em casa.

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França