PERNAMBUCO

Duas pessoas são presas transportando quase 150 kg de maconha em Tacaimbó, no Agreste

Além da maconha, os dois veículos e três celulares foram apreendidos

O homem preso disse que receberia R$ 6 mil pelo transporte da drogaO homem preso disse que receberia R$ 6 mil pelo transporte da droga - Foto: Divulgação/PFPE

Duas pessoas foram presas transportando 147,4 kg de maconha no km 163 da BR-232, em Tacaimbó, no Agreste do Estado.

Segundo a Polícia Federal em Pernambuco (PF/PE), as prisões aconteceram por volta das 21h dessa segunda-feira (30) após a corporação ter recebido a informação de que dois veículos levavam grande quantidade de drogas da cidade de Ibimirim, no Sertão, com destino à Olinda, na Região Metropolitana do Recife.  

Junto com o 15º Batalhão da Polícia Militar de Belo Jardim, foram feitos bloqueios no km 163 da cidade de Tacaimbó e iniciadas as fiscalizações. 

Ao abordarem dois veículos (Toyota Cross e Fiat Argo), as equipes encontraram cerca de 147.4 kg de maconha distribuídos em 12 volumes. Faziam o transporte da droga um homem de 42 anos, vendedor e residente em Acoverde e uma mulher de 40 anos, desempregada, residente em Ibimirim. Ambos não tiveram os nomes divulgados e não possuem antecedentes criminais.
 

Durante interrogatório, a mulher informou que fazia a função de batedora para informar ao comparsa, que transportava a droga, se havia algum bloqueio policial na pista. A mulher dissse também que foi contratada por um traficante em Floresta, no Sertão do Estado, e que receberia R$ 1.500 pelo serviço.

Já o homem preso disse que receberia R$ 6 mil pelo transporte da droga. Ambos alegaram ter aceitado a proposta por estarem passando por uma situação financeira difícil e que seria a primeira vez que realizavam tal conduta criminosa.

Além da maconha, os dois veículos e três celulares foram apreendidos. Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal em Caruaru, no Agreste, onde foram autuados por tráfico de drogas e associação. Caso sejam condenados, poderão pegar penas que variam de 5 a 20 anos de prisão.

Ainda de acordo com a PF, os presos passarão por audiência de custódia nesta terça-feira e, caso seja confirmada as prisões preventivas, os suspeitos serão encaminhados para os sistemas prisionais de Caruaru, ficando à disposição da Justiça Estadual.

Veja também

Mulher dá a luz em banheiro do Shopping Recife, na Zona Sul da capital pernambucana
Parto

Mulher dá a luz em banheiro do Shopping Recife, na Zona Sul da capital pernambucana

Trump diz que sua casa na Flórida foi alvo de buscas do FBI
EUA

Trump diz que sua casa na Flórida foi alvo de buscas do FBI