RECIFE

Edifício comercial é arrombado e tem eletrônicos e produtos furtados no Centro do Recife

Furtos ocorreram em lojas no primeiro andar do estabelecimento.

Criminosos destruíram porta de vidroCriminosos destruíram porta de vidro - Foto: Cortesia

Um edifício comercial no Centro do Recife foi arrombado e teve notebooks, um aparelho de TV e bolsas femininas furtados na madrugada de domingo (24). O prédio fica a 300 metros da Basílica de Nossa Senhora do Carmo, que também foi arrombada e teve equipamentos levados no dia.

Alvo da ação criminosa, o Shopping 10, no Edifício Santa Helena, concentra salas comerciais. Os furtos ocorreram em lojas no primeiro andar do estabelecimento.

Como o prédio não funciona aos domingos, os funcionários notaram o furto apenas na manhã desta segunda-feira (25).

De acordo com o inquilino de uma das lojas, que preferiu manter anonimato, o caso ocorreu por volta da 1h20 de domingo segundo imagens de câmera de segurança.

"Percebemos hoje [segunda] quando uma funcionária chegou e subiu para o primeiro andar. Estavam os vidros das lojas quebrados, duas lojas com o vidro todo destruído e a maioria com os cadeados arrombados", disse. 

As imagens mostram que ao menos dois criminosos entraram no prédio pelo lado voltado para a rua da Praia. Eles quebraram uma janela do primeiro andar após denificarem uma cerca elétrica. 

"Ligamos para a polícia, que sugeriu ir até a delegacia com as fotos", acrescentou o inquilino. A proprietária do estabelecimento irá prestar Boletim de Ocorrência nesta segunda-feira. 

As imagens do sistema de monitoramento mostram um dos suspeitos entrando no local. A câmera chega a filmá-lo, mas o homem está com o rosto coberto e é possível ver apenas uma tatuagem no braço, que poderá ajudar na identificação. 

"O Centro do Recife ainda está abandonado. Ao mesmo tempo que você incentiva as pessoas a retomarem a presença, seja como moradia, comércio ou empresa, assusta com eventos como esse. A segurança deixa a desejar", finalizou o inquilino.

Veja também

Ensino à distância estimula inclusão indígena, mas qualidade é desafio
EDUCAÇÃO

Ensino à distância estimula inclusão indígena, mas qualidade é desafio

Solenidade celebra 376 anos do Exército Brasileiro, no CMNE, no Curado, Zona Oeste do Recife
COMEMORAÇÃO

Solenidade celebra 376 anos do Exército Brasileiro, no CMNE, no Curado, Zona Oeste do Recife

Newsletter