Eleições indefinidas em Belo Jardim, Ipojuca e Cabrobó

Em pelo menos três dos 184 municípios pernambucanos, a população ainda não sabe quem é o novo prefeito

TRE-PETRE-PE - Foto: Divulgação

Em pelo menos três dos 184 municípios pernambucanos, a população ainda não se sabe quem é o novo prefeito ou se haverá novas eleições: Belo Jardim, Ipojuca e Cabrobó. Na primeira, o prefeito João Mendonça (PSB) foi reeleito mas o registro da candidatura foi indeferido pelo Tribunal Regional Eleitoral. Ele já recorreu ao TSE, porém o recurso ainda não foi julgado. Na segunda, o candidato da oposição, Romero Sales (PTB), derrotou o atual prefeito, Carlos Santana (PSDB), que concorreu à reeleição, mas o registro também foi indeferido pelo TRE. O recurso está no TSE à espera de julgamento. Na terceira, o também candidato da oposição, Marcílio Cavalcanti (PMDB), derrotou o situacionista Nestor do Sindicato (PSB), mas está sob ameaça de não ser diplomado porque o registro do vice, Pedro Caldas (PT), foi indeferido na primeira instância e o recurso ainda está pendente de julgamento no Tribunal Regional Eleitoral.

Em pelo menos três dos 184 municípios pernambucanos, a população ainda não sabe quem é o novo prefeito

O Natal compensou o Jazz
O prefeito reeleito de Garanhuns, Izaías Régis (PTB), “limpou sua barra” com a rede hoteleira municipal ao reprisar este ano o “Natal Luz” que tem atraído turistas do Estado inteiro. Donos de hoteis ficaram irados com o prefeito por ter deixado escapar para Gravatá o “Garanhuns Jazz Festival”, mas o sucesso do “Natal Luz”, que vai de 11 de novembro e 31 de dezembro, está reparando o prejuízo.

Silêncio > A direção estadual do PSB ainda não se pronunciou sobre o fato de o prefeito João Bezerra (Palmares), que não foi reeleito, ter abandonado por completo o município após a derrota que lhe foi imposta pelo empresário Altair Júnior (PMDB). Nem o lixo a prefeitura está recolhendo.

Abuso > Sem entrar no mérito das acusações que pesam contra Garotinho, prendê-lo pela prática de crime eleitoral é um abuso de autoridade que está transformando o Brasil num estado policial.

Almoço > Será hoje, em Fortaleza, o almoço de Antonio Campos (PSB) com os irmãos Ciro e Cid Gomes (PDT). Por enquanto, o PSB nacional está mais próximo do PSDB que do partido de Brizola.
Protesto > É legítimo o protesto dos estudantes contra a PEC 55 e a reforma do ensino médio, mas não é democrático ocupar escolas, obstruindo o direito dos que querem freqüentar as aulas normalmente.
Saúde > Após 10 dias internado no Hospital Santa Joana para tratamento de uma doença neurológica, o deputado Antonio Moraes (PSDB) teve alta ontem e já está em casa com seus familiares. A doença foi diagnosticada por um craque que honra a medicina pernambucana: Hilton Azevedo.
Espaço > Nunca, antes, na história do Brasil, Pernambuco teve cinco ministros num mesmo governo: Roberto Freire (Cultura), Mendonça Filho (Educação), Raul Jungmann (Defesa), Bruno Araújo (Cidades) e Fernando Filho (Minas e Energia). Sem contar o líder Romero Jucá que também é pernambucano.
Trava > Em nome da “preservação ambiental”, a CPRH embargou as obras da “Arena Porto” que três empresários começaram a construir em Porto de Galinhas. O balneário pernambucano, que anualmente recebe milhares de turistas do mundo inteiro, se ressente de um centro de convenções e de uma área para shows. O projeto prevê as duas coisas. Mas agora terá que ser resolvido na Justiça devido a uma questionável decisão da CPRH.

Veja também

Rio libera quadras de escolas de samba a partir de novembro
Carnaval

Rio libera quadras de escolas de samba a partir de novembro

Pernambuco registra mais 664 casos e 15 mortes pela Covid-19
Coronavírus

Pernambuco registra mais 664 casos e 15 mortes pela Covid-19