Pernambuco

Hemope alerta que estoque de sangue está em baixa

Hemocentro está buscando doações sanguíneas de tipos A-, A+, B+, O- e O+, outros tipos também estão em estado de alerta

Doação de sangue no HemopeDoação de sangue no Hemope - Foto: Divulgação/Secretaria Estadual de Saúde - PE

A Fundação Hemope está com uma baixa demanda de doadores em suas unidades, as bolsas de sangue estão escassas e as doações seguem o mesmo ritmo, devido a pandemia do coronavírus. O Hemope está buscando doações sanguíneas de tipos A-, A+, B+, O- e O+, outros tipos também estão em estado de alerta. Para fazer uma doação na unidade do Recife, é necessário agendar, para evitar aglomerações no local, ligando para o 0800-081-1535. Para ligações interestaduais: (81) 3182-4630.Na sede de Caruaru, o agendamento é através do (81) 3719-9569. 

Para realizar a doação, é necessário que os doadores tenham idade entre 16 e 69 anos. É preciso também uma autorização e o acompanhamento de um responsável, para os menores de 18 anos. Além de ter boa saúde, o doador deve ter também mais de 50 kg, estar bem alimentado e em boas condições de saúde. No dia da doação de sangue, deverá levar xerox da identidade e também apresentar algum documento original com foto. Deve ser respeitado também o intervalo entre as doações que para os homens é de três meses e para as mulheres é de quatro meses.

Segundo a diretora de Hemoterapia, Ana Fausta, o número de coletas de bolsas sanguíneas da unidade caiu em pelo menos 50%. No mês de abril e maio foram coletadas apenas 4.500 bolsas, quando a coleta mensal normalmente arrecadava 8 mil bolsas. Apesar da suspensão das cirurgias eletivas por parte do Estado, a demanda ainda continua grande. Segundo a diretora, o Hemope continua atendendo urgências, emergências e tratamento de pacientes com câncer e também os com doenças hematológicas, que são doenças originadas no sangue.

"Por isso, a nossa preocupação de atender devidamente os hospitais", disse a diretora. O Hemope atende normalmente a hospitais da rede pública e da privada, por conta da pandemia o atendimento se tornou prioritário para hospitais da rede pública como o Hospital da Restauração,  Hospital Getúlio Vargas, Hospital Barão de Lucena e Hospital Dom Hélder.

 

Veja também

Bolívia propõe perdão da dívida externa diante da crise
Coronavírus

Bolívia propõe perdão da dívida externa diante da crise

Governo federal investe em nova fábrica de vacinas da Fiocruz

Governo federal investe em nova fábrica de vacinas da Fiocruz