[EM APUTAÇÃO] Sindhospe convoca profissionais da saúde para UTI´s e leitos de retaguarda

A demanda inicial é solicitada pelo Hospital Evangélico de Pernambuco, que configura entre os hospitais aptos para tratar pacientes com o novo coronavírus

Presidente do Sindhospe, Dr. George TrigueiroPresidente do Sindhospe, Dr. George Trigueiro - Foto: Divulgação

Em meio a emergência em saúde, o Sindicato dos Hospitais, Clínicas, Casas de Saúde e Laboratório de Pesquisas e Análises clínicas do Estado de Pernambuco (Sindhospe) decidiu atuar como facilitador na contratação de profissionais de saúde. O profissional de saúde que se enquadrar no perfil apto para trabalho, fora dos grupos de risco, pode enviar o currículo e informar que está disponível para trabalho ao sindicato. Este, irá direcionar o profissional para a unidade de saúde particular necessitada de tal serviço.

Unidades hospitalares associadas do Sindhospe podem solicitar o profissional diretamente ao sindicato, que irá se responsabilizar pela checagem da habilitação para o trabalho e encaminhar para as solicitantes. Profissionais interessados podem enviar currículo para uma equipe de recursos humanos que foi montada no sindicato, pelo email: [email protected] ou entrar em contato com a secretária da diretoria, Fabiana Santana, pelo telefone: (81) 9.9241-7982. Os associados que quiserem contratar profissionais de saúde também podem fazer a solicitação usando os canais de comunicação do Sindhospe, informando quais vagas estão abertas e a urgência da necessidade de contratação.

Leia também:
Começam, neste terça, as inscrições para a contratação de 40 médicos
País tem mais de 8.200 profissionais da saúde afastados em meio à pandemia

A demanda inicial é solicitada pelo Hospital Evangélico de Pernambuco, que configura entre os hospitais aptos para tratar pacientes com o novo coronavírus. A unidade filantrópica conveniada à gestão municipal também está sendo equipada para receber, até o próximo mês de maio, mais dez leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Covid-19.

“Em vários hospitais há vários profissionais de saúde contaminados, e isso vai trazer problema por que a maioria desses profissionais estavam trabalhando nas UTIs”, salientou o presidente do Sindhospe, George Trigueiro. Na quinta-feira (16), foi divulgado um boletim que confirmava a contaminação de 593 trabalhadores da área de saúde pela Covid-19.

“Mesmo tomando todas as precauções, os profissionais estão sendo contaminados, por causa do índice de contaminação do vírus”, ressaltou o presidente. Trigueiro salientou que com o profissional doente, num cenário positivo, ele voltaria a trabalhar um mês após ter se afastado do trabalho e durante esse período o setor de saúde vai ter que lidar com a falta daquele profissional.

De acordo com Trigueiro a instabilidade na orientação do governo é negativa para a categoria médica, que já está lidando com uma guerra dentro dos hospitais. “Profissionais adoecendo, sendo afastados, isso era esperado, mas com esse problema político de querer liberar as pessoas do isolamento vamos ter que lidar com mais casos”, salientou. O isolamento social ainda se configura como principal medida para conter o avanço da doença e garantir o tratamento adequado, visto que o número de UTIs é restrito.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Cabo de Santo Agostinho inicia entrega de caderno de atividades para alunos da rede Municipal
Educação

Cabo de Santo Agostinho inicia entrega de caderno de atividades para alunos da rede Municipal

Méliuz anuncia mais de 100 vagas de trabalho remoto; pessoas do NE podem se inscrever
Empregos

Méliuz anuncia mais de 100 vagas de trabalho remoto; pessoas do NE podem se inscrever