Racismo

Em ato por justiça pela morte de João Alberto, manifestantes depredam loja do Carrefour em SP

Loja localizada na rua Pamplona, próximo à avenida Paulista, foi invadida e teve fachada destruída

Unidade do supermercado foi depredada em São PauloUnidade do supermercado foi depredada em São Paulo - Foto: Reprodução/Twitter Jornalistas Livres

Manifestantes atacaram um unidade do supermercado Carrefour na rua Pamplona, na região da avenida Paulista, na zona oeste de São Paulo, no início da noite desta sexta-feira (20), em São Paulo. A loja foi destruída. As informações são do portal R7.

Os presentes no ato jogaram pedras contra o estabelecimento, levantaram grades, invadiram a loja. Alguns usaram as grades para quebrar vidros da fachada, outros, que conseguiram invadir a loja, tiraram os produtos das prateleiras e jogaram no chão.

 



O protesto acontece no dia seguinte ao assassinato de João Alberto Freitas, um cliente negro que foi espancado até a morte por dois seguranças em uma unidade da rede varejista em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Houve uma manifestação forma pacífica em frente ao Masp.

Parte dos manifestantes desceu pela rua Pamplona, onde, ao passar em frente à loja, um grupo começou a atacar o estabelecimento. Por volta das 19h, o grupo havia  se dispersado a a Tropa de Choque da PM estava no local. Um princípio de incêndio foi registrado dentro da loja, mas ainda não se sabe a origem das chamas.

Veja também

Taxista e passageira são detidos com quase 31 quilos de maconha em Caruaru
Drogas

Taxista e passageira são detidos com quase 31 quilos de maconha em Caruaru

A corrida para obter vacinas suficientes na América Latina
Coronavírus

A corrida para obter vacinas suficientes na América Latina