Em carta, Bolsonaro elogia Celso de Mello e diz prestigiar STF

Presidenciável disse ainda que o STF é o "guardião da Constituição" e que "todos temos que prestigiar a Corte"

BolsonaroBolsonaro - Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) enviou uma carta ao ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), após o decano ter classificado como "inconsequente e golpista" a fala do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) sobre "fechar" a Corte. O texto foi encaminhado na noite desta segunda-feira (22) ao ministro do Supremo.

Leia também:
'Já adverti o garoto', diz Bolsonaro sobre filho ter falado em fechar STF
Dias Toffoli: 'Atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia'


"É meu dever, como cidadão, manifestar meu apreço por Vossa Excelência, seja pela conduta impecável no exercício de jurisdição, seja pela forma ponderada como sempre se manifesta ao público. Quero, por escrito, deixar claro que manifestações mais emocionais, ocorridas nestes últimos tempos, se mostram fruto da angustia e das ameaças sofridas neste processo eleitoral", diz o texto assinado pelo capitão reformado, pai de Eduardo Bolsonaro.

O presidenciável disse ainda que o STF é o "guardião da Constituição" e que "todos temos que prestigiar a Corte".

A carta foi enviada após a circulação de um vídeo em que o filho do presidenciável afirma que basta "um soldado e um cabo" para fechar o STF.

Veja também

País já perdeu mais de 0,1% de sua população para a Covid-19
Coronavírus

País já perdeu mais de 0,1% de sua população para a Covid-19

Farmacêuticas Pfizer-BioNTech fornecerão 40 milhões de doses de vacinas ao sistema Covax (OMS)
Coronavírus

Farmacêuticas Pfizer-BioNTech fornecerão 40 milhões de doses de vacinas ao sistema Covax (OMS)