Em carta, Lula critica Alckmin e Ana Amélia

Na mensagem enviada à rádio Guaíba, Lula lista ações de seu governo no Rio Grande do Sul e lembra sua visita ao estado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da SilvaO ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - Foto: Miguel Schincariol/AFP

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou, em carta endereçada a uma rádio gaúcha, o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, e a vice do tucano, senadora Ana Amélia (PP).

Na mensagem enviada à rádio Guaíba, Lula lista ações de seu governo no Rio Grande do Sul e lembra sua visita ao estado. O ex-presidente diz que ele e sua caravana foram tratados com muito carinho pelo povo trabalhador gaúcho. Mas também recebidos a pedradas e chicotadas por alguns representantes da elite, "que durante 500 anos se julgou dona deste país e que, não por coincidência, tratou o povo brasileiro a chicotadas".

"Importante lembrar que tal ato de violência foi elogiado por uma senadora gaúcha, hoje candidata a vice-presidente na chapa tucana. Aliás, quando logo depois do ônibus em que eu viajava ser atingido a tiros no Paraná, o candidato do PSDB a presidente da República justificou o ato terrorista dizendo: 'O PT colhe o que planta'. Esse é o retrato fiel da elite brasileira", diz a carta.

Leia também:
Partido Novo pede para TSE vetar Lula no horário eleitoral
Supremo volta a discutir liberdade de Lula em setembro

Na mensagem, lida nesta quarta-feira (29), Lula menciona o destino de Getúlio Vargas e João Goulart. Ao citar Leonel Brizola, diz que o ex-governador do Rio "sofreu uma perseguição implacável da Globo". "Perseguição que só seria superada pela sórdida campanha que essa empresa moveu e move contra mim, a presidenta Dilma e o Partidos dos Trabalhadores", escreveu.

"A Globo chegou ao cúmulo de censurar a minha campanha a presidente, achando que, com isso, ela vai fazer o povo se esquecer de mim. A verdade é que o povo tem memória e não se esquece de quem mais lutou pelos seus direitos e pela sua dignidade", diz.

Veja também

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano
EUA

Janet Yellen é confirmada como primeira secretária do Tesouro americano

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia
EUA

Biden prevê atrasos nas negociações de ajuda financeira para a pandemia