Em duas semanas, número de mortes por Covid-19 dobra em São Paulo

Sete em cada dez óbitos são de pessoas com mais de 60 anos

Pacientes com Covid-19 em hospital de campanha de Santo André, em São PauloPacientes com Covid-19 em hospital de campanha de Santo André, em São Paulo - Foto: Miguel Schincariol/ AFP

Em duas semanas, o número de mortes pelo novo coronavírus dobrou no estado de São Paulo, passando de 2.049, no dia 28 de abril, para 4.118 hoje (13).

Leia também:

Amazônia pode ser 'maior repositório de coronavírus do mundo', diz cientista brasileiro

Mortes por coronavírus em 24 horas nos EUA disparam e chegam a 1.894 

Segundo a secretaria estadual da Saúde, sete em cada dez óbitos por Covid-19 [a doença provocada pelo novo coronavírus] são de pessoas com 60 anos ou mais. Por outro lado, os idosos representam apenas 21% do total de casos confirmados da doença. Das 51.097 pessoas infectadas em São Paulo, 78% eram crianças, jovens ou adultos com até 59 anos.

São Paulo tem ainda 3.702 pessoas internadas em unidades de terapia intensiva (UTI) com suspeita ou confirmação de infecção por coronavírus. Há também 5.950 pessoas internadas em enfermaria. A taxa de ocupação dos leitos de UTI reservados para atendimento de covid-19 é de 68,3% em todo o estado e de 87,2% só na Grande São Paulo. 

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

Veja também

Saiba quem é Caeleb Dressel, provável sucessor de Michael Phelps em Tóquio
Olimpíadas

Saiba quem é Caeleb Dressel, provável sucessor de Michael Phelps em Tóquio

Universidades brasileiras integram o ranking das melhores da América Latina
Educa Mais

Universidades brasileiras integram o ranking das melhores da América Latina