Em jogo morno, Sport fica no 0x0 contra o Salgueiro

Num jogo de baixo nível técnico, o Leão agora soma quatro pontos ganhos, assumindo a liderança do Hexagonal do Título,

Salgueiro x SportSalgueiro x Sport - Foto: Paccelly Viana/Arte FolhaPE

Entre mortos e feridos, um pontinho para cada lado. Poupando os seus titulares para a partida deste domingo, pela Copa do Nordeste, o Sport foi até Salgueiro com os seus reservas e arrancou um empate sem gols do Carcará na noite desta quinta-feira (2), no Cornélio de Barros. Num jogo de baixo nível técnico, o Leão agora soma quatro pontos ganhos, assumindo a liderança do Hexagonal do Título, com o mesmo número de pontos de Náutico e do próprio Salgueiro, mas levando a melhor no saldo de gols. O próximo compromisso dos rubro-negros é neste domingo, no Juazeirense, na Bahia, pelo Nordestão.

Para conseguir bater o Salgueiro e o seu traiçoeiro gramado, o treinador Daniel Paulista não só escalou os reservas como mudou também o esquema tático, passando do 4-2-3-1 para o 3-5-2. Na prática, era quase um esquema com seis homens no meio e Paulo Henrique isolado na frente, já que o colombiano Lenis atuou como um falso atacante, recebendo a bola quase sempre na faixa de meio de campo. Sem conseguir trabalhar a bola no chão, as duas equipes abusavam nos erros de passes, apelando para ligações diretas que tornaram o primeiro tempo sonolento. Sem meio de campo para controlar o jogo, o Leão criou apenas uma chance, somente aos 27 minutos iniciais, e ainda sim entregue de bandeja pelo goleiro Mondragon. Após cruzamento, o arqueiro do Carcará foi enganado e encoberto pelo quique da bola. Porém, na sequência Marquinhos parou na trave. A resposta dos mandantes veio dois minutos depois, quando Willian Lira saiu de frente com Agenor, mas acabou se atrapalhando ao tentar driblar o goleiro.

Para tentar preencher equilibrar os setores e ganhar o meio de campo, no intervalo Daniel Paulista resolveu tirar um zagueiro e acionar um volante, sacando Adryelson e acionando o garoto Fabrício. A mudança fez o Leão evoluir discretamente, mas nada que alterasse o equilíbrio da partida. Com mais espaços em campo, as duas equipes passaram a atacar um pouco mais. Aos 14 minutos veio a primeira oportunidade, mas Mondragon abafou a finalização de Paulo Henrique. Dois minutos depois, Thallyson experimentou de longe e quase marcou um golaço, com Mondragon trabalhando bem novamente. O Carcará tentou responder com uma cabeçada de Rogério Paraíba. Mas, aos 30 o Leão voltou a criar, mas Marquinhos bateu mal. Sem mais poderio ofensivo das duas partes, o jogo terminou sem gols.

Salgueiro 0

Mondragon; Marcos Tamandaré (Álvaro), Luiz Eduardo, Rogério Paraíba e Daniel Nazaré; Rodolfo Potiguar, Moreilândia, Toty, Dadá e Valdeir; Willian Lira. Técnico: Evandro Guimarães.

Sport 0
Agenor, Henriquez, Matheus Ferraz e Adryelson (Fabrício); Raul Prata, Neto Moura (Fábio), Thallyson, Marquinhos e Mansur; Lenis e Paulo Henrique (Wallace). Técnico: Daniel Paulista.

Local: Cornélio de Barros (Salgueiro).
Árbitro
: Emerson Sobral.
Assistentes: Clóvis Amaral e Marcelino Castro.
Cartões amarelos: Mansur e Thallyson (Sport).
Público: 3.058.
Renda:
R$ 21.731,00

Veja também

Doria anuncia vacinação de trabalhadores do transporte e pessoas com comorbidades em maio
Coronavirus

Doria anuncia vacinação de trabalhadores do transporte e pessoas com comorbidades em maio

Presidente do México recebe vacina contra Covid-19 em público para convencer céticos
Vacinação

Presidente do México recebe vacina contra Covid-19 em público para convencer céticos