Em Olinda, policiamento gera alívio, mas com cautela

Ana Santos, 38 anos, moradora do Sítio Histórico desde que nasceu, percebeu diminuição na violência.

Cidade Alta também teve um reforço no policiamentoCidade Alta também teve um reforço no policiamento - Foto: Felipe Ribeiro

O reforço no policiamento das prévias em Olinda, ordenado pelo comando da PM após os tumultos do último dia 22 parece haver tranquilizado quem vai às ladeiras. A chegada de uma delegacia móvel na praça Monsenhor Fabrício ajudou a tentar restabelecer a ordem. Para os foliões, o trabalho é eficaz. Por outro lado, ninguém se sente totalmente seguro em relação aos dias vindouros de Carnaval, a menos de 20 dias da abertura oficial dos festejos.

Ana Santos, 38 anos, moradora do Sítio Histórico desde que nasceu, percebeu diminuição na violência. “Melhorou, mas tem menos gente do que antes do ocorrido. E as pessoas têm ido para casa mais cedo. Vi assaltos ontem, mas nada se compara com o dia dos tiros”, lembrou.
Orlando de Paula, 46, exaltou a segurança. “A presença da Guarda Municipal nos dá a sensação de estarmos bem guardados. Está ótimo para brincar.”

Veja também

Hyundai e Petz fazem parceria para incentivar adoção responsável de animais
Folha Pet

Hyundai e Petz fazem parceria para incentivar adoção responsável de animais

MPF alertava sobre risco de incêndio na Cinemateca desde julho de 2020
SÃO PAULO

MPF alertava sobre risco de incêndio na Cinemateca desde julho de 2020