Em Petrolina, paciente com Covid-19 tem alta hospitalar após mais de 20 dias

O homem de 53 anos precisou passar 12 dias na UTI, com ventilação mecânica, para conseguir superar a doença

Alta hospitalar de paciente curado da Covid-19 em PetrolinaAlta hospitalar de paciente curado da Covid-19 em Petrolina - Foto: Divulgação

Um dos primeiros pacientes a ser internado com o novo coronavírus em Petrolina teve alta hospitalar nesta terça-feira (14). O homem, de 53 anos, estava internado em uma unidade particular desde o dia 22 de março, em uma ala específica para doenças infecto-contagiosas.

O paciente chegou ao hospital com quadro de síndrome gripal e falta de ar, sendo confirmada Covid-19 após resultado de exame coletado pela Vigilância Epidemiológica de Petrolina. Depois de apresentar uma piora no padrão respiratório, ele foi transferido para a UTI e intubado, permanecendo por 12 dias em ventilação mecânica.

“Desde o último dia 6, ele vem apresentando uma melhora gradativa e satisfatória e por conta desse quadro positivo o mais indicado para o momento é a alta hospitalar”, ressaltou a médica intensivista coordenadora da UTI, Rosivania de Castro, acrescentando que o sentimento de toda equipe é de gratidão e esperança, mas que o paciente ainda deve permanecer na sua casa em regime de quarentena monitorada pelas equipes da Unimed Vale do São Francisco e pela Vigilância Epidemiológica do município.

Leia também:
'Não alimentem falsas esperanças', diz secretário de Saúde de PE
Pernambuco registra 130 novos infectados e 13 mortes pela Covid-19 em 24h
Governo diz que Brasil tem mais recuperados da Covid-19 do que doentes


No momento da alta hospitalar a equipe do hospital preparou uma despedida emocionante. Não faltaram aplausos, canções e muita gratidão. Uma representante da família do paciente fez questão de evidenciar a alegria do momento, agradecendo a toda a equipe de profissionais.

Estiveram envolvidos no atendimento e participaram diretamente dos cuidados durante o internamento mais de 50 profissionais, entre médicos intensivistas e clínicos, Serviço de Controle de Infecção Hospitalar, além de enfermeiros, fisioterapeutas, técnicos de enfermagem, nutricionistas, maqueiros, farmacêuticos, assistentes sociais, psicólogos, pessoal de limpeza, radiologia, laboratório, administrativo, compras e manutenção.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Academia Brasileira de Letras lança nova edição online do Volp
LÍNGUA PORTUGUESA

Academia Brasileira de Letras lança nova edição online do Volp

Ao menos 76 mortos e dezenas de desaparecidos por chuvas de monção na Índia
CHUVAS

Ao menos 76 mortos e dezenas de desaparecidos por chuvas de monção na Índia