Guerra na Ucrânia

Em resposta à invasão na Ucrânia, Alemanha fechará espaço aéreo a aviões russos

Alemanha se soma, assim, a Polônia, República Tcheca, Eslovênia, Estados Bálticos e Bulgária, que também proibiram companhias aéreas russas em seus espaços aéreos

Alemã Lufthansa também anunciou que iria deixar de usar o espaço aéreo russoAlemã Lufthansa também anunciou que iria deixar de usar o espaço aéreo russo - Foto: Christof Stache/AFP

A Alemanha fechará seu espaço aéreo aos aviões russos, em resposta à invasão da Ucrânia, informou, nesse sábado (26), à AFP um porta-voz do Ministério dos Transportes alemão, em meio à escalada das sanções ocidentais contra Moscou.

"O ministro dos Transportes, Volker Wissing, é a favor do fechamento do espaço aéreo alemão aos aviões russos e tomou medidas para que tudo esteja pronto nesse sentido", disse a fonte.

A Alemanha se soma, assim, a Polônia, República Tcheca, Eslovênia, Estados Bálticos e Bulgária, que também proibiram companhias aéreas russas em seus espaços aéreos.

Em resposta, Moscou decidiu impedir o acesso de aviões desses países ao seu espaço aéreo, bem como os voos em trânsito pela Rússia das empresas desses Estados, anunciou a agência russa de aviação civil, Rosaviatsia.

A alemã Lufthansa, maior companhia aérea europeia, anunciou a suspensão de todos os seus voos para a Rússia, e que não cruzaria o espaço aéreo daquele país por sete dias.

"A Lufthansa não usará o espaço aéreo russo nos próximos sete dias", disse um porta-voz da empresa à AFP neste sábado, acrescentando que "os voos para a Rússia serão suspensos nesse período". 

Veja também

Corpo do jornalista britânico Dom Phillips é velado em Niterói
Caso Dom e Bruno

Corpo de Dom Phillips é velado em Niterói; viúva do jornalista agradece apoio e solidariedade

Dia Nacional do Diabetes: pacientes buscam qualidade de vida
saúde

Dia Nacional do Diabetes: pacientes buscam qualidade de vida