Emergência do Getúlio Vargas recebe 72 novos leitos

A ampliação também incluiu novas salas de consultórios e espaços para serviço social e sala de inalação/medicação

O HGV recebeu 72 novos leitos, com a conclusão das obras de readequação da emergênciaO HGV recebeu 72 novos leitos, com a conclusão das obras de readequação da emergência - Foto: Gustavo Gloria

Salas sinalizadas de acordo com a gravidade do paciente, consultórios de clínica médica, cirurgia geral, traumatologia e cirurgia vascular, espaço para serviço social e sala de inalação/medicação integram a conclusão das obras de readequação da emergência do Hospital Getúlio Vargas (GHV), localizado no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife. A entrega dos 72 novos leitos foi feita nesta segunda-feira (24), pelo secretário estadual de saúde, Iran Costa.

A ampliação da emergência do HGV é uma necessidade diagnosticada pela Secretaria. Os pacientes serão beneficiados pela qualificação do ambiente, que ganhou mais equipamentos e mais facilidade de acolhimento dos pacientes”, comentou o gestor.

Leia também:
Real Hospital Português inaugura novo consultório
Hospital do Câncer de Pernambuco inicia campanha para incentivar a doação de leite
SUS desativa 34,2 mil leitos em oito anos, diz Conselho Federal de Medicina
Bolsonaro recebe alta de UTI semi-intensiva em hospital de São Paulo


Para o diretor do hospital, Gustavo Souza Leão, a ampliação não vai resolver todos os problemas de lotação do hospital, mas vai diminuir consideravelmente o número de pacientes à espera de um leito. “Tínhamos uma emergência que ficou deteriorada com o tempo e agora temos mais condições de conforto, qualidade e novos equipamentos, tanto para os pacientes quanto para os profissionais de saúde.
A mudança é grande, mesmo sabendo que não é essa ampliação que vai resolver os problemas do hospital. Ainda teremos pacientes esperando, mas o número será bem menor

Investimento
O investimento para ampliação da emergência do HGV chegou a R$ 16,6 milhões. De acordo com Iran Costa, parte desse valor foi liberado pelo Governo Federal, em 2015, e outra parte veio dos cofres do Estado. Ainda de acordo com o secretário, a antiga emergência vai passar por reforma e novos leitos devem ser entregues em até dois meses. “Vamos começar de imediato a outra parte. No final das obras teremos ao todo cem novos leitos para os pacientes”, completou.

Veja também

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia
Enem 2020

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas
Coronavírus

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas