Chr. Hansen

Empresa dinamarquesa retira símbolo de arco-íris após ameaças

A Chr. Hansen tem cerca de 4.000 funcionários no mundo

Bandeira LGBTQIA+Bandeira LGBTQIA+ - Foto: Reprodução/ Internet

A empresa dinamarquesa de ciências biológicas Chr. Hansen indicou, nesta terça-feira (27), que retirou de suas redes sociais o arco-íris que simboliza a comunidade LGBT+, devido às ameaças contra sua filial nos Estados Unidos.

"Retiramos a bandeira de arco-íris de nossas redes sociais em 13 de junho. Tomamos a medida para proteger a parte americana da empresa e nossos funcionários neste país, que receberam graves ameaças e acusações agressivas", disse à AFP Winnie Bügel, funcionária da empresa.

Chr. Hansen, especializada na fabricação de componentes, enzimas e probióticos, tem cerca de 4.000 funcionários no mundo, especialmente na Dinamarca, Alemanha, França e Estados Unidos.

"Os Estados Unidos enfrentam atualmente uma onda de ameaças de violência e boicotes contra empresas que explicitamente apoiam o mês" do Orgulho, entre elas a Chr. Hansen, destacou Bügel.

Em 2022, a Chr. Hansen apoiou a "Parada do Orgulho" em Copenhague e apoiará o evento este ano, mas sem participar visivelmente.

Veja também

São João de Olinda de 2024: confira a programação da festa, que começa nesta quinta (20)
São João

São João de Olinda de 2024: confira a programação da festa, que começa nesta quinta (20)

Evangélicos entendem mudanças climáticas como resultado da ação humana
LEVANTAMENTO

Evangélicos entendem mudanças climáticas como resultado da ação humana

Newsletter