Empresário estranha retirada de bicicletário que ajudou a implantar

Mesmo com autorização dos órgãos competentes, equipamento ficou menos de 72 horas instalado na Rua da Praia; Dircon lamenta ocorrido e admite erro

A iniciativa de construir por conta própria um bicicletário, visando favorecer quem anda de bike pelo Centro do Recife, foi interrompida há quase um mês. O empresário Eduardo Leite, dono de uma loja de produtos naturais na rua da Praia, localizada no bairro de São José, até agora tenta entender os motivos que levaram a Diretoria Executiva de Controle Urbano (Dircon) a retirar o equipamento que ajudou a instalar, mesmo tendo em mãos todos os documentos e autorizações necessárias.

“A pessoa quer fazer um negócio para o bem de todo o público e a Prefeitura faz isso. Foi muito estranho”, lamenta Eduardo. O bicicletário foi colocado em frente à loja do empresário no dia 14 de fevereiro, uma quarta. Menos de 72 horas depois, na sexta (16), uma equipe da Dircon apareceu no local removendo o equipamento. Além do constrangimento, o homem ainda teve que pagar uma taxa para liberar o material do depósito do órgão. O paraciclo (nome técnico do bicicletário) consistia em dez barras de inox, com capacidade para comportar 20 bikes.

Nos documentos apresentados pelo empresário à reportagem, as autorizações dos órgãos competentes - Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) e Secretaria de Mobilidade e Controle Urbano (Semoc) - foram expedidas em setembro de 2017. Na próxima semana, Eduardo pretende ir à Prefeitura entender a história.

Mea-culpa
Questionada, a Dircon explicou que a “apreensão do equipamento ocorreu devido a uma falha de comunicação interna”, prometendo a reinstalação dele ainda neste mês. “A Dircon lamenta o ocorrido e reitera o compromisso com a ampliação da estrutura voltada aos ciclistas”, diz, em nota.

Veja também

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado
meio ambiente

Amazônia já tem mais queimadas em 2020 do que em todo o ano passado

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana
Mariana

Pandemia causa atrasos nas obras de recuperação de Mariana