Enade: prazo para justificativa de ausência termina nesta quarta-feira

MEC alerta que a dispensa oficial é obrigatória

Enade é aplicado em ciclos de cursos a cada três anosEnade é aplicado em ciclos de cursos a cada três anos - Foto: Arquivo/Agência Brasil

Termina nesta quarta-feira (5) prazo para encerramento do período de justificativa de ausência para os estudantes que não fizeram a prova do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) referente ao ano de 2019. O Ministério da Educação (MEC) alerta que a dispensa oficial é obrigatória para que aluno possa regularizar a situação junto ao exame e concluir o curso.

Por meio de nota, o MEC informa que o registro da solicitação deve ser feito pelo próprio estudante ou pelo coordenador de curso, a depender do motivo da ausência, por meio do Sistema Enade.

A análise e a deliberação de todos os pedidos de dispensa serão efetuadas até o dia 10 de fevereiro, pelos coordenadores de cursos das instituições e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), que é responsável pela aplicação do exame.

Leia também:
Resultado da primeira chamada do ProUni já está disponível
Enade 2020 será aplicado no dia 22 de novembro

Entre os casos em que a dispensa é concedida estão os de acidente, assalto, casamento, luto, saúde, maternidade, paternidade, atividade acadêmica, concurso público, intercâmbio, trabalho, privação de liberdade, e extravio, perda, furto ou roubo de documento de identificação.

A solicitação de dispensa tem que ser feita pelo estudante exclusivamente por meio do Sistema Enade. Somente alunos que responderam ao questionário vão conseguir regularizar a situação com esse procedimento.

O Enade avalia o rendimento dos alunos dos cursos de graduação, ingressantes e concluintes, em relação aos conteúdos programáticos dos cursos em que estão matriculados. Ele é obrigatório para os alunos selecionados e condição indispensável para a emissão do histórico escolar.

Veja também

[Ao vivo] Médicos favoráveis ao 'tratamento precoce' são ouvidos pela CPI da Pandemia
Senado

[Ao vivo] Médicos favoráveis ao 'tratamento precoce' são ouvidos pela CPI da Pandemia

Relator vota contra autonomia do BC, mas vista adia julgamento no STF
Justiça

Relator vota contra autonomia do BC, mas vista adia julgamento no STF