Chuvas

Encontrado corpo do homem que estava desaparecido em deslizamento de barreira em Olinda

Israel Campelo dos Santos tinha 19 anos e estava dormindo no momento do deslizamento

Israel Campelo dos Santos, de 19 anos, morreu soterrado por barreira em Águas Compridas, OlindaIsrael Campelo dos Santos, de 19 anos, morreu soterrado por barreira em Águas Compridas, Olinda - Foto: Reprodução

Um jovem de 19 anos morreu nesta segunda-feira (6) após deslizamento de barreira no bairro de Águas Compridas, em Olinda. Durante as fortes chuvas que atingem a Região Metropolitana do Recife, duas casas localizadas na Rua Seis de Janeiro foram atingidas pela barreira. Além da vítima, cinco pessoas ficaram feridas, segundo informações da Defesa Civil Municipal.

Entre os sobreviventes, de acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), estão duas crianças, de 4 e 12 anos. 

O corpo do motoboy Israel Campelo dos Santos foi encontrado no fim da manhã pelo bombeiros. Segundo relatos, outras três pessoas que estavam no local conseguiram sair, mas Israel estava dormindo no momento do deslizamento, ocorrido por volta das 7h45.  

As outras cinco vítimas, já socorridas, foram:
- Eliomar Veríssimo, 38 anos, socorrido para a UPA de Nova Descoberta e encaminhado para o Hospital da Restauração, no Recife;
- Bianca da Silva, 26 anos, levada para a UPA de Nova Descoberta, no Recife;
- Mulher, 51 anos, socorrida para a Policlínica Amaury Coutinho, no Recife;
- Adolescente de 12 anos, do sexo masculino, levado para a Upa da Caxangá, no Recife;
- Criança de 4 anos, do sexo masculino, atendido pelos Bombeiros, sem informações sobre hospital.

Um homem morreu em deslizamento de barreira em OlindaAlexandre Aroeira/Folha de Pernambuco

Vizinhos relataram que os trabalhos de resgate começaram logo após a tragédia, quando os próprios moradores tentaram salvar os moradores soterrados. Moradores informaram, ainda, que o Corpo de Bombeiros chegou ao local cerca de 45 minutos após a ocorrência. 

A Defesa Civil de Olinda afirmou que há riscos de novos deslizamentos no local. De acordo com o órgão, trata-se de uma área de alto risco, que já foi afetada por outros deslizamentos. A cidade registra um forte temporal desde o fim da noite de domingo (5)

Vizinhos relatam momentos de tensão e denunciam “descaso”

Antes da chegada do Corpo de Bombeiros ao local do deslizamento, vizinhos prestaram socorro às vítimas. Ao todo, nove pessoas moravam nas duas casas atingidas; três conseguiram sair a tempo, mas as outras seis foram atingidas pelos escombros. Antonio Souza, 45, um dos moradores que atuaram no momento inicial do resgate, conta que foi despertado pelo barulho do deslizamento e pelos gritos de socorro. “Assim que chegamos, corremos atrás de pás e materiais para desobstruir e tirar as pessoas”, relata.   

Horas após o deslizamento, a Defesa Civil de Olinda orientou os moradores da Rua Seis de Janeiro, em Nova Descoberta, a deixarem as residências vizinhas às casas derrubadas. O secretário da Defesa Civil do município, Irapoan Muniz, conta que a área é monitorada pela prefeitura desde o último inverno.]

“Essas casas foram desocupadas no ano passado. As pessoas que moravam nos imóveis passaram a receber auxílio moradia. No entanto, o imóvel voltou a ser alugado para outras pessoas”, afirma o secretário. 

Camila Andrade, 25, precisou sair de casa por volta das 12h desta sexta (6) e reclama que não havia lonas de proteção suficientes na barreira. “Prometeram recolocar as lonas e não vieram. Aconteceu outra tragédia e perdemos outra vida por causa desse descaso”, conta Camila, que buscou abrigo na casa da mãe, também em Águas Compridas.

Para Antonio Souza, que mora no bairro há mais de 40 anos, os deslizamentos são fruto de “um grande descaso por parte do poder público”. “Já houve outros deslizamentos na vizinhança. Nas chuvas de maio de 2022 outra barreira deslizou nessa mesma rua”, conta.

A Defesa Civil de Olinda diz que uma nova operação de aplicação de lonas foi iniciada nesta segunda-feira (6). O órgão diz, ainda, que em outras localidades, como no bairro de Caixa d’Água, serão construídos muros de arrimo. De acordo com o secretário Irapoan Muniz, a prioridade é a evacuação das áreas de risco.

 

Veja também

Pentecostes da Paz celebra a união e a renovação em evento carismático da Obra de Maria, na Itália
ITÁLIA

Pentecostes da Paz celebra a união e a renovação em evento carismático da Obra de Maria, na Itália

Helicóptero do presidente iraniano sofre 'acidente'
Irã

Helicóptero do presidente iraniano sofre 'acidente'

Newsletter