Encontro esta sexta discute conservação do manguezal no Litoral Norte de PE

Pernambuco possui cerca de 17,6 mil hectares de mangue

Manguezal Manguezal  - Foto: Clemente Coelho Junior/divulgação

Estudantes e professores da rede municipal de ensino de Itapissuma, no Litoral Norte de Pernambuco, realizam, nesta sexta-feira (4), encontro socioambiental para discutir a conservação dos manguezais da região. O evento "Mangue - mais vida, mais beleza" conta com exibição de vídeos, exposição de trabalhos temáticos, palestra, rodas de conversa com pescadores da comunidade e degustação da culinária típica do manguezal.

O encontro é um dos primeiros resultados do Projeto Mais Mangue, em desenvolvimento desde abril passado, pela Fundação Mamíferos Aquáticos (FMA), com apoio da Alcoa Foundation, Instituto BiomaBrasil e da Secretaria de Educação do município. O objetivo do projeto é trabalhar a conservação dos manguezais, de forma participativa, por meio da educação. O encontro, aberto ao público, vai até as 16h.

Para a gestora da Escola Municipal Gonçalves Sabino, Maria Betânia Oliveira, a inclusão do tema nas escolas é de extrema importância para a conservação do ecossistema. “Nós moramos numa região que passa o Canal de Santa Cruz e onde o manguezal está presente. A gente percebe que a educação é fundamental para que os alunos e suas famílias se envolvam com as questões ambientais”, ressalta. Cerca de 260 alunos estão envolvidos diretamente na programação do evento.

De acordo com o biólogo e professor da UPE Clemente Coelho Junior, em Pernambuco, as ameaças ao bioma variam de região para região. No caso do Litoral Norte, o destaque vai para a carcinicultura e o turismo náutico, além do crescimento desordenado de casas.

Números
Pernambuco possui cerca de 17,6 mil hectares de mangue e se destaca no Brasil por ter o único manguezal de ilha oceânica do Atlântico Sul (localizado na Baía do Sueste, em Fernando de Noronha). De acordo com a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), a Área de Proteção Ambiental (APA) de Santa Cruz – que inclui os municípios de Itamaracá, Itapissuma e parte de Goiana - tem aproximadamente quatro mil hectares preservados do bioma, o que corresponde a 10,55% da Unidade de Conservação.

Veja também

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia
Enem 2020

Mais da metade dos inscritos falta ao 1º dia do Enem em meio à pandemia

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas
Coronavírus

No primeiro dia, cem são vacinados no Hospital das Clínicas