Cidades Algomais

Encontro virtual debate envelhecimento saudável

Evento abordará os temas autonomia, sexualidade e transformação para as cidades

Alvo do evento estará nos idosos e suas famíliasAlvo do evento estará nos idosos e suas famílias - Foto: Shutterstock

Realizado pela primeira vez na modalidade virtual, o projeto Cidades Algomais (CAM) chega à 6ª edição nesta terça-feira. O evento, que segue até esta quarta-feira, traz como temática principal a Longevidade Saudável - o futuro do envelhecimento. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo www.cidadesalgomais.com. 

Entre os painéis abordados no CAM FPS, estarão temas relevantes para este público, como a sexualidade, autonomia e o melhoramento das cidades, incluindo ações nas áreas de mobilidade, cultura, lazer, acessibilidade e assistência social. O alvo estará nos idosos e suas famílias; estudantes e profissionais da área de saúde; além de gestores de várias esferas e todos aqueles que querem ir mais longe. 

Cada eixo será abordado por um profissional diferente. A psicoterapeuta e mestre em psicologia social, Tai Castilho, do Instituto de Terapia Familiar de São Paulo, vai abordar o tema da sexualidade, trazendo o ciclo de vida dos casamentos, as mudanças com a chegada dos filhos e outras transformações.  

Quem também participa do evento é o médico Eduardo da Fonte, membro da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia (SBGG) e supervisor da residência do Instituto de Medicina Integral de Pernambuco (IMIP). Sua passagem, ao lado do psicólogo e pesquisador de saúde mental, Leopoldo Barbosa, vai abordar a adoção de mais vida ao cotidiano, tratando da produtividade na terceira idade. 

O CAM FPS vai contar, ainda, com a participação do arquiteto, Francisco Cunha, consultor e sócio da TGI, entusiasta da caminhabilidade, que vai discutir a importância do modelo correto de cidades para a longevidade. Somando forças neste segmento, o CEO do Fab Lab Recife e sócio do Canal Maker, Edgar Andrade, abordando soluções urbanas e o uso da tecnologia para estimular a criatividade.

A equipe segue com nomes como a professora de Enfermagem e Saúde Pública da USP, Yeda Duarte. Com passagem pela Universidade do Texas, nos Estados Unidos, ela é pós-doutora em epidemiologia e demonstrará, dentro do tema autonomia, seus estudos sobre a relação entre envelhecimento e o bem-estar.

 

Veja também

Jornalista mexicano é assassinado na fronteira com os EUA, o sexto em 2020
Mundo

Jornalista mexicano é assassinado na fronteira com os EUA, o sexto em 2020

Astrônomos detectam planeta errante do porte da Terra vagando pela Via Láctea
Universo

Astrônomos detectam planeta errante do porte da Terra vagando pela Via Láctea