A-A+

Enfermeiros e técnicos decidem retomar atividades em dois de três blocos do HGV

Decisão foi tomada em reunião extraordinária de plenário Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren-PE) após analisar documentação enviada pela SES

Hospital Getúlio Vargas (HGV)Hospital Getúlio Vargas (HGV) - Foto: Miva Filho/SES/Divulgação

Os enfermeiros, técnicos e auxiliares que trabalham no Hospital Getúlio Vargas retomam, na tarde desta sexta (6), as atividades nos blocos G1 e G2 do Hospital Getúlio Vargas, localizado no Cordeiro, Zona Oeste do Recife. A decisão foi tomada em reunião extraordinária de plenário do Conselho Regional de Enfermagem de Pernambuco (Coren-PE), realizada na manhã desta sexta-feira. Na reunião, foi decidida, no entanto, manter a interdição écica dos serviços de enfermagem do bloco G3.

Os profissionais haviam decidido fazer uma intervenção ética nos três blocos na noite da última quarta-feira (4) depois que foram registrados estalos e tremores no prédio na madrugada da última sexta-feira (29). Após a evacuação dos três blocos, no mesmo dia foi realizada uma vistoria pela Defesa Civil de Pernambuco, que interditou o bloco G3, onde funcionam a sala de cirurgia eletiva e de repouso e laboratório de exames. Já no G1 funciona a emergência e, no G2, são realizadas cirurgias.

Leia também:
Com rachaduras e relatos de estrondos, três blocos do HGV são evacuados no Recife
Pacientes do HGV terão consultas remarcadas com urgência após interdição de bloco
Conselho decide pela interdição ética dos serviços de enfermagem do HGV

A decisão de retorno às atividades, segundo divulgou o Coren-PE em nota, "foi tomada após análise dos documentos enviados pela Secretaria de Saúde do Estado de Pernambuco (SES/PE) e pela diretoria do HGV, que atestaram a falta de “evidências técnicas que demandem na interdição das demais áreas, além das já interditadas pela Secretaria de Saúde, antes da ocorrência do dia 29/11/2019” e, assim, se responsabilizam por todo e qualquer evento danoso aos profissionais de Enfermagem e usuários do complexo de saúde". 

Na nota, o CorenPE informou que segue aguardando o "laudo técnico conclusivo que aponte os reais motivos que ocasionaram os fatos ocorridos na madrugada da última sexta-feira".


pasting

Na nota, o CorenPE informou que segue aguardando o "laudo técnico conclusivo que aponte os reais motivos que ocasionaram os fatos ocorridos na madrugada da última sexta-feira (29)".

Veja também

Homem ameaça banhista com um jacaré em praia no Rio
BRASIL

Homem ameaça banhista com um jacaré em praia no Rio

Caminhão com sucata tomba e interdita faixas da BR-232 no Curado por quase 6 horas
RECIFE

Caminhão com sucata tomba e interdita faixas da BR-232 no Curado por quase 6 horas