Entrega de marmitas para o Hospital Oswaldo Cruz promete crescer em abril

Nesta terça (31), o restaurante Papa Capim entregou quentinhas à equipe médica

Lasanha no prato do diaLasanha no prato do dia - Foto: Divulgação

A entrega de marmitas para a equipe médica do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), em Santo Amaro, continuou nesta terça-feira (31), com 24 quentinhas fornecidas pelo restaurante Papa Capim. Por conta do interesse de outros empresários do ramo de gastronomia, a ação voluntária, destinada aos médicos que estão na linha de frente contra o novo coronavírus, promete crescer ao longo do mês de abril.

Mesmo com o fornecimento recente, iniciado na última segunda-feira (30), já há outras entidades de saúde e empresários do setor de gastronomia interessados em participar da entrega de refeições. Uma doceria e outros restaurantes de peso do Recife sinalizaram a vontade de contribuir e aumentar essa corrente, mesmo sem nada definido ainda. Até lá, a expectativa é manter a entrega de 20 a 25 marmitas na hora do almoço, de segunda à sexta-feira.

Nesta terça (31), o cardápio do dia foi lasanha, preparado com os ingredientes estocados neste período de funcionamento restrito do restaurante. “Como ainda atendemos delivery, existe uma estrutura mínima para tocar esse trabalho ao longo de todo o mês de abril, revezando os dias, por enquanto, com o restaurante Quinta do Futuro”, diz o empresário do Papa Capim, Bruno Catão, que iniciou o projeto ao lado do chef e amigo André Saburó.

Leia também:
Restaurantes entregam marmitas para o Hospital Oswaldo Cruz

“Estamos em um momento difícil em que o cenário é como se fosse um quarto escuro e você não sabe como as coisas vão mudar de lugar. Mas não podemos ficar parados, apenas olhando as coisas acontecerem. Essa é a forma que encontramos de aliviar um pouco a angústia de quem atua diretamente com tudo isso”, completa Bruno, que, para essa ação, contou com a ajuda de quatro colaboradores atentos na higiene e na entrega segura ao Oswaldo Cruz.

O cardápio promete variar, tendo em vista os insumos reunidos das demais casas administradas por Bruno, como Forneiro, Parraxaxá e Beerdock. Na quinta-feira (2) o prato será carne de sol com feijão verde e farofa de ovos.

 

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Vaticano julga cardeal por escândalo financeiro
Religião

Vaticano julga cardeal por escândalo financeiro

País regrediu 20 anos na educação com pandemia, diz secretário
Educação

País regrediu 20 anos na educação com pandemia, diz secretário