Escola de Referência em Pernambuco ganha prêmio em feira internacional

Com o projeto Larvicida natural: Um produto da Caatinga, alunos da EREM Comendador Manoel Caetano de Brito, em Poção, foram premiados com o primeiro lugar

Alunos de EREM em Poção, premiados em feira internacionalAlunos de EREM em Poção, premiados em feira internacional - Foto: Divulgação

O projeto Larvicida natural: Um produto da Caatinga foi premiado na Feira Internacional de Ciência e Tecnologia (FECITEC GIRASOLES 2018), realizada no Paraguai entre os dias 21 e 25 de agosto. Na ocasião, estudantes da Escola de Referência em Ensino Médio (Erem) Comendador Manoel Caetano de Brito, localizada em Poção, Agreste pernambucano, receberam o primeiro lugar na categoria internacional Ciências Biológicas. O projeto identifica, por meio de pesquisas laboratoriais, o potencial larvicida de espécies de plantas da caatinga no controle do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue.

Durante a feira, o projeto – que contou com a orientação dos professores José Ferreira e Jonnas Sousa – foi representado pelo estudante Caio Albene. A ideia para elaboração do projeto foi estudar um potente larvicida fabricado a partir de plantas do bioma caatinga, como o Pereiro, a Jurema Branca, a Jurema Preta e a Favela, pensadas como uma forma de diminuir as enfermidades causadas pelo mosquito, que interfere no ciclo reprodutivo e extermina as larvas.



Leia também:
Pesquisa desenvolve Aedes aegypti que só produz ovos estéreis
Registros de dengue crescem 18% em Pernambuco

Outros destaques

Além do estudo sobre o larvicida
outros dois trabalhos da mesma escola também receberam destaque na feira. O projeto A literatura de Suspense: Uma análise da obra assassinato no avião da meia noite das estudantes Maria Fernanda e Maria Izabel de Jesus Alves, com orientação do professor Carlos Henrique Medeiros de Oliveira, foi credenciado para a Feira Ambiental Concórdia, que será realizada na Argentina, em junho de 2019. Já a Análise da presença de Ácido Ascórbico nos sucos industrializados, das estudantes Evelyn Meneses Batista e Maria Renata Gomes, sob orientação do professor José Ferreira Netto, obteve credencial para a Feira de Assunção, que acontecerá em julho de 2019.

Veja também

União Europeia pede 'transparência' a empresas sobre atrasos de vacinas anticovid
Vacinas

União Europeia pede 'transparência' a empresas sobre atrasos de vacinas anticovid

Perfil conciliatório de Biden pode atrasar resposta à pandemia de Covid
EUA

Perfil conciliatório de Biden pode atrasar resposta à pandemia de Covid