Escola na Iputinga é ocupada por estudantes

Água e luz foram cortados, desrespeitando protocolo de ocupações

Reunião entre prefeito de Moreno e outros reprensentantes da cidade junto à direção da Compesa aconteceu, nesta quarta-feira, no RecifeReunião entre prefeito de Moreno e outros reprensentantes da cidade junto à direção da Compesa aconteceu, nesta quarta-feira, no Recife - Foto: Divulgação

A escola estadual Padre Dehon, situada na avenida Caxangá, na Iputinga, Zona Oeste do Recife, foi ocupada por estudantes na tarde desta sexta-feira (2). Por volta das 20h30 desta sexta, entretanto, a água e a energia do local estavam cortados, o que é vetado pelo protocolo das ocupações, documento assinado pelo IFPE, UFPE, UFRPE, Unicap, Defensoria Pública da União e Polícia Militar no último dia 28 de novembro.

De acordo com o advogado do grupo Frente Juristas pela Democracia, André Costa, a situação deve ser revertida até o final da noite. “A situação já está controlada. A gente tenta manter diálogo com a diretoria e imprimimos o protocolo para que ela veja o abuso cometido em relação ao acordo que foi feito”, explicou. A Polícia Militar está no local, mas participa da ação de maneira pacífica.

Os alunos são contra a Reforma no Ensino Médio, proposta pelo governo Temer, e contra a Proposta de Emenda Constitucional 55 (antiga 241), conhecida como a PEC do teto dos gastos, que visa o congelamento do orçamento da União pelos próximos 20 anos.

Veja também

Ministério da Agricultura: fábrica da Backer continua interditada
Brasil

Ministério da Agricultura: fábrica da Backer continua interditada

Letalidade menor da Covid-19 eleva dúvidas sobre confinamentos, diz epidemiologista
Entrevista

Letalidade menor da Covid-19 eleva dúvidas sobre confinamentos, diz epidemiologista