Escolas municipais do Recife terão oficinas de artesanato e cinema

Projeto Mestres dos Saberes foi lançado nesta sexta-feira (23), pelo ministro Mendonça Filho

Lançamento do projeto Mestre dos SaberesLançamento do projeto Mestre dos Saberes - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O projeto Mestres dos Saberes, fruto da parceria entre a Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) e o Ministério da Educação (MEC), contará com 20 mestres e mestras ligados às várias artes da cultura pernambucana que vão atuar em oficinas de artesanato e cinema de animação contemplando 400 estudantes de escolas públicas do Recife.

O lançamento do projeto foi realizado na manhã desta sexta-feira (23), pelo ministro da Educação, Mendonça Filho, em solenidade realizada no Museu do Homem do Nordeste (Muhne), na Fundaj, localizado no bairro de Casa Forte, na Zona Norte do Recife. As primeiras oficinas foram iniciadas no começo desta semana.

Leia também:
Casa do Artesanato e o Museu do Centro Histórico são inaugurados em Igarassu
Mendonça Filho assina convênio de R$ 5,4 milhões para melhorias na UPE


“Para mim, foi uma surpresa ver esses jovens interessados pela nossa arte. Eu passo a ideia e eles desenvolvem as peças. É uma satisfação muito grande poder passar nosso conhecimento em um projeto grandioso como esse", afirmou o mestre Zuza.

Alunos do oitavo ano da escola municipal Nilo Pereira estavam presentes em uma oficina ministrada pelo mestre. Eles confeccionaram peças de argila. "É muito importante para estes jovens uma vivência como essa. Apesar da nossa escola ser próxima ao Museu do Homem do Nordeste, muitos não conheciam esse espaço e nem tiveram contato com o barro e toda essa riqueza cultural", comentou a professora Ana Carolina Campos.

Com investimento de R$ 311 mil, o Mestre dos Saberes terá duração de três meses e ofertara ao estudantes participantes a oportunidade de vivenciar uma série de atividades culturas gratuitas. Todas as oficinas serão realizadas no Museu do Homem do Nordeste. “A Fundaj, que possui uma expressão regional, mostra, mais uma vez, que está no caminho certo. Estamos recebendo gente numa casa federal, com mestres ensinando aquilo que vivem no dia a dia. Essa é a integração que tem que ser feita: a educação para além dos muros das escolas, com atividades que não sejam apenas em sala de aula", disse o ministro Mendonça Filho.

Os participantes aprenderão, na prática, diversas técnicas artísticas inspiradas na arte dos mestres e mestras da cultura pernambucana, como Lula Gonzaga (cinema de animação); mestras Mazé e Cosminha, de Vicência (fibra da bananeira); mestre Zuza de Tracunhaém (arte do barro); Josa de Olinda (arte em madeira); Lula Vassoueiro (máscara de Carnaval); mestre Bacaro Borges de Bezerros (Xilogravura); entre outros.

Ao fim do curso, haverá uma exposição do material produzido pelos alunos participantes, uma feira de artesanato e seminário de empreendedorismo, com foco na produção artesanal. Todos participantes que concluírem a formação recebem certificado. O público geral que tiver interesse em participar do projeto deve solicitar, pelo e-mail: [email protected], a ficha de inscrição. Outras informações pelo telefone (81) 3073 - 6331

Veja também

Aos 80 anos, sogra de Lula morre por complicações da Covid-19
Coronavírus

Aos 80 anos, sogra de Lula morre por complicações da Covid-19

Brasil tem 95 suspeitas de reinfecção por coronavírus; descarte de testes dificulta análises
coronavírus

Brasil tem 95 suspeitas de reinfecção por coronavírus; descarte de testes dificulta análises