Covid-19

Espanha decreta fim do uso de máscaras ao ar livre

A suspenção da restrição se dá em momento de melhoria dos indicadores de saúde do país

O governo de Pedro Sánchez editará um decreto na terça-feira (15) para eliminar a obrigação de usar máscara ao ar livreO governo de Pedro Sánchez editará um decreto na terça-feira (15) para eliminar a obrigação de usar máscara ao ar livre - Foto: Karim Sahib / AFP

Os espanhóis poderão voltar a sair ao ar livre sem máscaras na próxima semana, graças a uma medida anunciada nesta sexta-feira (4), que alimentou as esperanças do fim da pandemia, enquanto várias regiões suspendem as restrições devido à melhora dos indicadores de saúde. 

“Se nos disserem que podemos tirá-la, eu tiro!”, alegra-se Luisa María González, uma funcionária pública de 52 anos que caminha por Madri. 

“É uma boa notícia” porque “sou daquelas pessoas que se incomoda” com a máscara, confessa. 

A ministra da Saúde, Carolina Darias, anunciou que o governo de Pedro Sánchez editaria um decreto na terça-feira (15) para eliminar a obrigação de usar máscara ao ar livre. A medida deve entrar em vigor 48 horas depois. 

"Quando houver pessoas, provavelmente vou colocá-la. E se estiver em um lugar aberto, não", diz Alfredo Poves, 71 anos, de Madri, que "cruza os dedos" para que isso seja sinal de que a pandemia está perdendo força.

A Espanha é um dos poucos países europeus que restabeleceu a máscara em espaços abertos no final de dezembro para combater a sexta onda causada pela variante ômicron

Mas "vemos como todos e cada um dos indicadores (de saúde) estão melhorando dia a dia", como a incidência do vírus ou a taxa de ocupação de leitos hospitalares por pacientes de Covid, disse a ministra à rádio Cadena Ser. 

Carolina Darias lembrou que o governo havia dito que a medida "seria imposta pelo tempo estritamente necessário". 

Restrições ao ar livre 
A Catalunha abandonou em janeiro medidas como toque de recolher e limites de lotação em restaurantes e espaços esportivos ou culturais. No dia 11 de fevereiro reabrem bares e casas noturnas na região de 7,7 milhões de habitantes. 

A Galiza voltou a permitir o funcionamento dos locais de diversão noturna no final de janeiro. 

A partir desta sexta-feira, o País Basco (norte) deixará de exigir atestado de saúde para entrar em restaurantes e discotecas. 
 

Apesar de ter quase 91% de sua população acima de 12 anos totalmente vacinada, a Espanha viu uma explosão de casos devido à ômicron.

O Ministério da Saúde registrou 74.368 novos casos em 24 horas na quinta-feira e uma incidência acumulada de 2.420 casos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias. 

O país chegou a registrar quase 180.000 novos casos por dia e uma incidência de mais de 3.400 em meados de janeiro. 

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), a Europa pode estar se aproximando de uma saída da pandemia com a ômicron, que pode infectar 60% da população europeia antes de março, segundo o diretor para a região, Hans Kluge. 

Vários países europeus relaxaram suas restrições nos últimos dias e alguns, como o Reino Unido e a Dinamarca, as suspenderam quase totalmente. 

“Já faz dois anos!”, diz Enrique García, um estudante de 27 anos de Madri, com a esperança de que o fim da pandemia esteja próximo.

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid